Red Bull se conforma com fraco desempenho: fizemos o melhor

Equipe deixa Interlagos com apenas seis pontos conquistados com a sétima colocação de Daniil Kvyat

O Grande Prêmio do Brasil definitivamente não proporcionou os resultados esperados pela Red Bull. Mesmo assim, o diretor de equipe Christian Horner elogiou os pilotos Daniil Kvyat e Daniel Ricciardo pelo desempenho em Interlagos no último fim de semana.

“Os pilotos fizeram seu melhor, mas sabíamos que este Grande Prêmio não seria favorável”, disse Horner, para quem o motor Renault não mostrou um grande progresso em relação à sua versão anterior.

“É difícil ultrapassar aqui e não éramos suficientemente rápidos em linha reta. Além do mais, só quatro carros terminaram na mesma volta do ganhador. Kvyat classificou bem enquanto Ricciardo ganhou sete lugares depois da largada”, completou o dirigente.

Kvyat terminou a prova na sétima colocação e repetiu a avaliação de seu chefe, justificando a perda na batalha com Nico Hulkenberg pela diferença na velocidade. “Utilizei o DRS uma para de vezes, mas não foi suficiente. Conquistamos seis pontos e estamos felizes por isso. Era difícil fazer melhor”, disse.

Seu companheiro de equipe, Ricciardo finalizou a prova em 11º após um fim de semana difícil, em que largou no pelotão de trás por causa de uma punição de dez lugares pela troca de motor. O resultado, acredita, poderia ser melhor.

“Consegui ultrapassar muitos carros durante as primeiras voltas e logo tive que parar no pit stop para trocar os pneus. Mas eles não funcionaram como esperávamos e logo tive que fazer uma estratégia de três paradas”, explicou.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Brasil
Pista Interlagos
Pilotos Daniel Ricciardo , Daniil Kvyat
Equipes Red Bull Racing
Tipo de artigo Últimas notícias
Tags brésil, f1, red bull, renault