Red Bull traça meta de bater a Ferrari em 2017

Christian Horner acredita que equipe austríaca vem progredindo desde o GP da Espanha

O chefe da Red Bull, Christian Horner, tem um objetivo para a sua equipe o restante da temporada 2017 da Fórmula 1: bater a Ferrari.

Os austríacos esperavam que neste ano pudessem aproveitar a mudança de regulamento técnico para poderem lutar pelo campeonato, mas o RB13 só foi o terceiro melhor carro desde o início da temporada.

Enquanto a Red Bull cortou as distâncias de rendimento, a Mercedes tem 173 pontos e a Ferrari em 134 no Campeonato Mundial de Construtores com nove provas para o final da competição.

Horner acredita que essas diferenças são irrecuperáveis, mas espera que a Red Bull possa "pelo menos" acompanhar a Ferrari de agora em diante.

"Quanto ao campeonato, acho que a diferença entre nós, a Mercedes e a Ferrari é muito grande para ser superada, mas eu gostaria pelo menos de vencer a Ferrari na segunda metade do ano", afirmou o britânico.

"Se pudermos estar em posição de lutar por pódios e por melhores posições do grid em algumas corridas antes do final do ano, isso seria um objetivo realista e agressivo para nós".

Horner acredita que houve "um progresso constante na Red Bull desde o GP da Espanha, depois de um difícil início da temporada, o que foi atribuído à falta de correlação em seu túnel de vento.

"Para resolver qualquer problema, você tem que localizá-lo e analisá-lo, acho que os caras da equipe técnica fizeram um ótimo trabalho para resolver isso rapidamente, mas é claro que você tem um mês para tentar resolvê-lo e então estávamos nas primeiras corridas" .

"Não foi em Barcelona que pudemos apresentar o primeiro pacote aerodinâmico que resolveria os problemas. Foi quando começamos a progredir".

"Eu acho que estamos na direção correta. Nós fizemos um progresso constante no carro desde então e continuaremos a fazê-lo para o resto do ano".

Vettel, mais forte na luta pelo título

Daniel Ricciardo e Max Verstappen não são concorrentes ao campeonato de pilotos de 2017, liderado pelo alemão Sebastian Vettel, que ganhou seus quatro títulos mundiais com a Red Bull de 2010 a 2013.

Horner, que viveu a época do alemão em Milton Keynes, diz que Vettel é "notavelmente forte" quando atinge a reta final da temporada.

"Sebastian é um cara superfocado. Ele lida com a pressão extremamente bem e quando aumenta, ele responde ainda melhor", disse Horner. "Quando você joga tudo no final do campeonato, ele é notavelmente forte mentalmente e em termos de abordagem, então, quando as últimas corridas chegam, você sabe que, se tiver chances de título, ele fará o seu melhor".

Os títulos de Vettel em 2011 e 2013 foram dominadores, mas os outros dois vieram na última corrida. Ele conseguiu descontar 15 pontos de desvantagem de Fernando Alonso em Abu Dhabi 2010 e chegou a estar 44 pontos à frente do espanhol no caminho para o seu título de 2012.

"Sua abordagem, seu envolvimento, sua atenção aos detalhes, sua ética de trabalho... são coisas que lhe permitiram atingir seus quatro títulos consecutivos", conta Horner. "E dois deles, em 2010 e 2012, estavam na ponta, especialmente em 2012. Eu só ganhei uma corrida quando a temporada europeia acabou, e depois ganhou quatro seguidas a partir de Cingapura".

Informações adicionais de Lawrence Barretto

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Ferrari , Red Bull Racing
Tipo de artigo Últimas notícias