Relembre 10 vezes em que pilotos deram a vitória a parceiros

compartilhar
comentários
Relembre 10 vezes em que pilotos deram a vitória a parceiros
1 de out de 2018 16:41

Após ordem polêmica da Mercedes em Sochi, relembre outras vezes em que equipes motivaram trocas de posição na F1 moderna

Galeria
Lista

Japão, 1991

Japão, 1991
1/10

Foto de: Sutton Motorsport Images

No dia do tricampeonato de Ayrton Senna, um trato entre o chefe da McLaren, Ron Dennis, e o brasileiro, o fez abdicar da vitória para dar a seu companheiro Gerhard Berger seu primeiro triunfo na McLaren na linha de chegada daquela prova.

França, 1992

França, 1992
2/10

Foto de: LAT Images

Depois de ver Riccardo Patrese pulando na frente na largada e Nigel Mansell o pressionando para recuperar o primeiro posto, a Williams – com medo de um possível enrosco dos dois na pista molhada – deu a ordem para que o italiano deixasse o britânico passar na volta 18.

Austrália, 1996

Austrália, 1996
3/10

Foto de: Sutton Motorsport Images

A estreia de Jacques Villeneuve na Fórmula 1 deu o que falar. Ele superou seu companheiro mais experiente Damon Hill na classificação e liderou a corrida praticamente de ponta a ponta, suportando a pressão do britânico. No entanto, com um vazamento de óleo nas últimas voltas, seu carro perdeu potência. Querendo evitar a briga doméstica, a Williams deu ordem para que Hill, com seu carro lavado de óleo, superasse Villeneuve e ganhasse.

Japão, 1997

Japão, 1997
4/10

Foto de: LAT Images

Fazendo uma das corridas de sua vida, Eddie Irvine foi ferramenta crucial para a vitória de Michael Schumacher em Suzuka em 1997. O norte-irlandês abriu fogo contra Villeneuve (correndo sub judice) no início da corrida, indo para a liderança. E quando Schumacher assumiu o segundo lugar, deliberadamente ficou lento na pista, deixou o alemão passar e segurou o parceiro de Villeneuve, Heinz-Harald Frentzen, que atacava Schumacher.

Austrália, 1998

Austrália, 1998
5/10

Foto de: LAT Images

Depois de entender que deveria fazer um pit stop, Mika Hakkinen – que liderava a corrida desde o início – entrou nos pits e deu de bandeja o primeiro lugar para o companheiro David Coulthard, que foi ordenado a lhe ceder o lugar de volta.

Alemanha, 1999

Alemanha, 1999
6/10

Foto de: LAT Images

Querendo lutar contra a McLaren pelo título após Schumacher quebrar a perna em Silverstone, a Ferrari vinha com seu substituto, o finlandês Mika Salo, na liderança em Hockenheim. Entretanto, com Eddie Irvine disputando o campeonato com Mika Hakkinen (que abandonara), o time pediu para que Salo o deixasse ganhar.

Malásia, 1999

Malásia, 1999
7/10

Foto de: Sutton Motorsport Images

Ainda naquele ano, Irvine foi bastante ajudado por Michael Schumacher em sua volta às pistas após quebrar a perna, no primeiro GP da Malásia da história. O alemão deu passagem duas vezes para o norte-irlandês e segurou com maestria o rival dos dois, Mika Hakkinen. Não adiantou no fim das contas, já que o finlandês foi o campeão na corrida seguinte por dois pontos em cima de Eddie.

Áustria, 2002

Áustria, 2002
8/10

Foto de: LAT Images

Na sexta corrida da temporada de 2002, a Ferrari deu a famigerada ordem para que Rubens Barrichello, que dominara aquele final de semana e tinha apenas uma vitória na F1, deixasse Michael Schumacher passar para aumentar sua diferença no campeonato. Ordem foi mal recebida pelos fãs, que vaiaram o time. Schumacher foi o campeão em 2002 no mês de julho, com seis corridas de antecedência.

EUA, 2002

EUA, 2002
9/10

Foto de: Sutton Motorsport Images

Na penúltima corrida de 2002, Michael Schumacher vinha liderando e devolveu a vitória a Barrichello. Após a prova, Schumacher disse que queria que os dois cruzassem ao mesmo tempo, mas que se confessou feliz pela vitória do brasileiro. A diferença foi de 0s011.

Alemanha, 2010

Alemanha, 2010
10/10

Foto de: Charles Coates / LAT Images

A última grande ordem de equipe que mudou a liderança de uma corrida ocorreu em Hockenheim em 2010. Felipe Massa, exatamente um ano depois de sofrer o terrível acidente nos treinos para o GP da Hungria, tinha sua redenção no GP da Alemanha. Ele pulou de terceiro para primeiro na largada e era pressionado pelo companheiro Fernando Alonso. O espanhol pediu via rádio ordem para vencer, e a Ferrari atendeu mandando a famosa mensagem codificada ‘Fernando is faster than you. Can you confirm you understood that message?’

Próxima Fórmula 1 matéria
Corinthians lança 3ª camisa inspirada em Lotus de Senna

Previous article

Corinthians lança 3ª camisa inspirada em Lotus de Senna

Next article

Bottas não espera compensação por ceder vitória na Rússia

Bottas não espera compensação por ceder vitória na Rússia
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Tipo de matéria Conteúdo especial