Renault: alcançar ritmo da Red Bull será meta “dolorosa”

Diretor-técnico da equipe vê muito trabalho a se fazer no chassi para o time voltar a brigar por pódios

De retorno à F1 neste ano, a Renault não se ilude com seu provável desempenho em 2016. Os franceses acreditam que levarão tempo até voltarem ao topo da categoria. O presidente da montadora, Carlos Ghosn, diz que tem um plano de três anos para voltar a brigar constantemente pelo top 3.

Paridade de motor

A Renault terá um indicador da quantidade de trabalho que precisará ser feito no chassi com a Red Bull. O time austríaco continuará a ser cliente da fabricante francesa em 2016, apesar de suas unidades de potência serem rebatizadas como TAG Heuer.

Nick Chester, diretor-técnico da Renault, pensa que seria muito duro pedir que sua equipe esteja à frente da Red Bull em termos aerodinâmicos neste ano. No entanto, ele comemora o realismo com o qual a Renault encara sua nova empreitada.

"Eles nos darão uma referência em termos de chassis, o que pode ser bastante doloroso, mas é uma espécie de autoconhecimento", disse Chester ao Motorsport.com.

"Sabemos que a Red Bull faz chassis muito bem. Vamos saber a diferença dos tempos e este vai ser o nosso alvo.”

"E, para ser honesto, nós não esperamos estar neste nível neste ano. Nós precisamos começar a melhorar nossa estrutura para avançarmos."

Fase de reconstrução

Embora a Lotus tenha impressionado no ano passado por ter conseguido resultados fortes - incluindo um pódio na Bélgica apesar da falta de orçamento - Chester acha que as coisas podem ser um pouco mais difíceis desta vez.

"Para este ano, estamos realistas", disse ele. "Temos muito a fazer, queremos ter um carro confiável e mostrar que podemos melhorar durante o ano.”

"Mas não estamos definindo uma meta e nem uma posição no campeonato. Nós apenas queremos fazer um bom trabalho para mostrar que podemos melhorar."

Mercedes e Ferrari na frente

Chester também está convencido de uma coisa: a temporada da F1 será dominada pela Mercedes e a Ferrari em 2016.

"Eu acho que ambas as equipes vão se afastar da Williams", disse ele. "Eu não sei onde a Red Bull vai estar, mas acho que por perto.”

"Force India vai tentar entrar nessa luta, mas se eles vão ou não conseguir eu não sei. Mas eu acho que os dois primeiros do campeonato estarão bem à frente."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Red Bull Racing , Renault F1 Team
Tipo de artigo Últimas notícias