Renault confirma Budkoswki como seu novo diretor executivo

A Renault confirmou que o antigo chefe do departamento técnico da FIA se juntará à equipe como diretor executivo.

Budkowski está em período de afastamento obrigatório de três meses, já que deixou seu antigo cargo no mês passado.

A Renault afirmou que Budkoswki será responsável por todas as atividades relacionadas ao desenvolvimento e produção de seus chassis.

O chefe da equipe, Cyril Abiteboul, disse: “Houve várias mudanças positivas nesses últimos meses na Renault, com uma expansão acelerada em Enstone [fábrica], na reestruturação de nosso desenvolvimento de motores em Viry, com o fornecimento a duas equipes clientes de ponta em 2018, três títulos seguidos em uma categoria cada vez mais competitiva com a Fórmula E e em outras categorias, e a chegada de novos parceiros estratégicos.”

“Tudo isso acontece em um contexto em que as temporadas são mais longas e mais intensas. Era claro que a administração da Renault precisava de um reforço.”

“A missão de Marcin será dar continuidade ao reforço em Enston e permitir que a Renault se junte às equipes de ponta da F1 em 2020, dependendo de profissionais como Bob Bell, Nick Chester e Rob White.”

“A chegada de Marcin é uma excelente notícia e uma prova a mais de que estamos determinados a alcançar nossas metas.”

Seu papel na FIA lhe deu acesso a informações técnicas privilegiadas, o que fez com que as equipes rivais tenham reclamado à entidade regulamentadora, já que sentem que o conhecimento de seus carros poderá ajudar a Renault.

As seis equipes de ponta da F1 – Mercedes, Ferrari, Red Bull, McLaren, Williams e Force India – escreveram uma carta ao presidente da FIA, Jean Todt, e ao diretor executivo da F1, Chase Carey, expressando suas preocupações com o assunto. 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Renault F1 Team
Tipo de artigo Últimas notícias