Renault diz que Red Bull “manipula os dados” sobre motor Honda

compartilhar
comentários
Renault diz que Red Bull “manipula os dados” sobre motor Honda
21 de dez de 2018 09:56

Cyril Abiteboul garante que unidade de potência japonesa ainda está 27 cv atrás, a mesma diferença que era apresentada em 2017

A Renault afirmou que a Red Bull “manipula os dados” ao expressar seu otimismo com os motores Honda para a temporada de 2019 da F1, já que vê a fabricante japonesa ainda atrás em termos de potência.

A Red Bull rompeu com a Renault para o próximo ano, adotando um acordo de fábrica com a Honda. Para comentar suas expectativas para a nova aliança, a equipe austríaca insiste que não vê desvantagem nos motores japoneses em termos de e garantiu que venceria corridas do mesmo jeito caso a parceria já estivesse em vigor em 2018.

A Renault, porém, vê de uma forma diferente. Segundo o jornal espanhol Marca, Cyril Abiteboul, chefe da Renault na F1, garantiu que a Honda ainda está atrás após o fim de 2018.  

“A Honda ainda está 20 kW, cerca de 27 cv de potência, atrás de nós”, afirmou.

“Eu sei do que fala a Red Bull: eles escondem os fatos, manipulam os dados. Entendo essa estratégia de comunicação, mas não há fatos.”

“Se uma análise de desempenho é solicitada, será visto que a Honda está 20 kW atrás, então eles não mudaram de posição. Estavam 20 kW atrás também no ano passado, igual a hoje.”

A Red Bull contará com Max Verstappen e Pierre Gasly para a próxima temporada, que será a primeira da Honda desde que voltou à F1, em 2015, a fornecer motores para duas equipes – já que ela manteve seu acordo com a Toro Rosso.

Next article
Verstappen será a referência da Red Bull em 2019, diz Horner

Previous article

Verstappen será a referência da Red Bull em 2019, diz Horner

Next article

Gasly: Correr ao lado de Verstappen é “grande oportunidade”

Gasly: Correr ao lado de Verstappen é “grande oportunidade”
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Red Bull Racing Shop Now , Renault F1 Team