Renault está confiante em manter pontos fortes da Lotus

Fabricante francesa acredita que consegue tirar o melhor do chassi e que também vai se aproveitar do próprio programa

Apesar dos problemas financeiros que a Lotus enfrentava em 2015, a equipe foi muito elogiada pela competitividade empregada em boa parte da temporada, conseguindo até mesmo um lugar no pódio no GP da Bélgica.

Após a mudança para a Renault, o novo time conseguiu entregar bons resultados nos primeiros testes da Fórmula 1 na semana passada.

O diretor técnico da nova escuderia, Nick Chester, acredita que a equipe possa manter os pontos fortes do chassi da Lotus.

"Os comentários dos pilotos foram bons. Eles disseram que o carro tem sido muito consistente. Eles gostaram do equilíbrio e acreditam que foi um bom começo."

"Estou certo de que vão querer obter mais aderência no carro e ter mais downforce, porque há muito o que desenvolver ainda."

"Não temos ainda uma ideia em relação a tempos de volta, porque todos estão com diferentes configurações, peso de combustível e pneus diferentes. Mesmo assim acredito que estamos em um bom começo."

Recuperação no desenvolvimento

A falta de dinheiro no último ano significou que a Lotus não foi capaz de levar muitas novidades para o seu carro. Com os investimentos da Renault, isso poderá ser recuperado, mas Chester acredita que isso poderá levar tempo.

"Acho que pode demorar um pouco mais de tempo por causa da reconstrução dos departamentos de fábrica."

Chester está confiante de que a equipe poderá fazer frente aos adversários após as melhorias no decorrer do ano e exalta a parceria com a antiga equipe na transição da nova escuderia.

"O que é muito positivo nisso tudo é a colaboração entre as equipes de Enstone e Viry. Sabemos que ambos os lados estão juntos, seguindo o mesmo rumo para ter um desenvolvimento adequado."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias