Renault: Kubica não está na lista da equipe para 2018

Cyril Abiteboul minimizou perspectivas de retorno de Robert Kubica, apesar da recente e bem sucedida jornada em Valência

Robert Kubica impressionou a Renault no modelo E20 da Lotus em sua primeira experiência com um carro de F1 desde o acidente de 2011.

Após o teste, Kubica expressou sua satisfação em ter conseguido percorrer uma grande distância e enfatizou seu desejo de fazer um "retorno adequado".

Com Jolyon Palmer não garantido para 2018, a Renault não faz nenhum segredo sobre o fato de estar olhando outras opções, com uma lista que inevitavelmente começa com Fernando Alonso.

No entanto, Abiteboul enfatizou que o cenário com Kubica não faz parte dos planos no momento.

"Eu sei que o esporte está cheio de especulações e rumores e todas essas coisas", disse ele ao Motorsport.com.

"Mas acho que, neste caso, precisamos ser um pouco cuidadosos, porque estamos falando de um indivíduo que todos amamos, com uma imagem fantástica e que sofreu uma situação muito difícil pessoalmente."

"Então, acho que eu pediria nessa ocasião que todos tivessem um pouco de cuidado. Sim, fizemos esse teste, mas não queremos criar expectativas na mente de ninguém, incluindo o próprio Robert."

Perguntado se Kubica poderia eventualmente se tornar uma opção se provar algo, seja com a Renault ou com outro carro, Abiteboul admitiu que não era impossível.

"Olha, teremos que discutir sobre a nossa futura formação. Temos um contrato de longo prazo com Nico, e um contrato de 2017, com Jolyon."

"Mas, em algum momento, teremos que rever as opções. Se até lá, Robert se tornar uma opção, podemos dar uma olhada. Neste momento, ele não está na lista."

Abiteboul enfatizou que o teste de Valência era, em grande parte, um favor a Kubica de uma equipe que manteve contato com ele nos últimos seis anos.

"O fato é simples. Você sabe que existe em Enstone um grupo de pessoas composto por Bob Bell, Nick Chester e Alan Permane. Todas essas pessoas conheceram Robert como piloto, trabalharam com ele e ao longo dos anos, inclusive quando Robert estava completamente fora do radar, mantiveram contato com ele."

Isso é parte de um processo de recuperação para Robert, onde ele vai avaliar seus limites físicos e também talvez seus limites mentais."

"Ele também testou na F2, GP3, LMP2, Fórmula E, então ele fez um certo número de coisas, e isso também faz parte do programa."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Robert Kubica
Tipo de artigo Últimas notícias