Renault: Não podemos abandonar desenvolvimento do carro 2018

compartilhar
comentários
Renault: Não podemos abandonar desenvolvimento do carro 2018
Por: Scott Mitchell
15 de ago de 2018 13:18

Temendo forma da Haas, time francês diz que não irá parar pesquisa em carro deste ano em prol de forma em 2019

O diretor técnico da Renault, Nick Chester, disse que o time francês não poderá alterar seu foco do carro deste ano para o de 2019 na metade desta temporada por medo de perder o quarto lugar entre os construtores para a Haas.

Perguntado na Hungria pelo Motorsport.com em quanto tempo ele acha que a Renault poderia mudar seu foco, Chester disse: "sabemos que não podemos mudar realmente. Temos que desenvolver”.

"Nós já temos coisas a vir que serão atingidas após o desligamento. Talvez, quando chegarmos à corrida 15 (Cingapura) ou 16 (Rússia), possamos revisar, mas até lá a maioria das coisas estará em andamento até o final do ano.”

"Está muito apertado. Um resultado como na Áustria (onde a Haas terminou em quarto e quinto, enquanto a Renault abandonou com os dois carros) e você eliminou essa diferença. Temos que continuar a desenvolver o carro."

A Renault tem sido eficaz em marcar pontos regularmente nesta temporada, enquanto seus rivais do meio do grid têm sido mais irregulares. A Haas tem regularmente o quarto carro mais rápido, e é particularmente forte nas pistas de média e alta velocidade, mas erros e azares os atrapalharam.

No entanto, eles também se beneficiaram de sua fornecedora de motores, a Ferrari, ter aparentemente ultrapassado a Mercedes e se afastado da Renault em termos de desempenho.

Chester admitiu que o aumento de performance que a Ferrari está dando à Haas, e que surpreende na Sauber, "dá uma preocupação".

Ele disse que, mesmo que o desenvolvimento do carro de 2019 aumente, "qualquer coisa que possamos encontrar e desenvolver para o carro deste ano, vamos tentar fazer".

"Muito do trabalho está passando para 2019 agora e depende do que encontrarmos", disse ele.

"Provavelmente a partir de agora haverá mais algumas atualizações, e depois disso provavelmente serão partes menores que podem sair do programa do túnel de vento que se focará em 2019. Mas sabemos que vamos ter que continuar ano."

A Renault introduziu um novo conceito de asa dianteira na Alemanha e pode trazer "mais desenvolvimento" para complementar isso.

Próxima Fórmula 1 matéria
Fãs espanhóis compreendem ausência de Alonso na F1

Previous article

Fãs espanhóis compreendem ausência de Alonso na F1

Next article

Saída de Alonso abre caminho para Sainz, diz jornal

Saída de Alonso abre caminho para Sainz, diz jornal
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Renault F1 Team
Autor Scott Mitchell
Tipo de matéria Últimas notícias