Renault sente que foi “menos inteligente” que times de ponta

compartilhar
comentários
Renault sente que foi “menos inteligente” que times de ponta
Por: Scott Mitchell
23 de abr de 2018 14:30

Apesar de começo relativamente consistente, time francês esperava ter um déficit ainda menor para Mercedes, Ferrari e Red Bull

Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18
Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18
Max Verstappen, Red Bull Racing RB14 leads Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14 and Nico Hulkenberg, Renault Sport F1 Team R.S. 18
Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18, arrives on the grid
Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18
Nico Hulkenberg, Renault Sport F1 Team R.S. 18
Nico Hulkenberg, Renault Sport F1 Team R.S. 18

A Renault lamenta não ter sido tão inteligente quanto as grandes equipes da F1 e, por isso, está “decepcionada” por não ter dado um grande salto, afirmou o diretor técnico do time, Bob Bell.

A equipe francesa tem sido a mais consistente imediatamente atrás das três grandes nos GPs de abertura de 2018, mas não tem apresentado picos de performance tão altos como McLaren, Haas e Toro Rosso.

A Renault é quinta colocada no campeonato de construtores, atrás de Ferrari, Mercedes e Red Bull, além da McLaren. Contudo, Bell afirmou que o progresso não foi tão significativo como esperava. 

“Eu diria que estamos decepcionados por não estarmos ainda mais acima”, disse. “Esperávamos conseguir encostar no top 3 em tempo de volta durante a pré-temporada.”

“Não conseguimos – se algo mudou, foi que eles estão levemente mais à frente. Não fizemos um trabalho bom o bastante, não fomos tão espertos quanto eles no inverno [europeu] no desenho e desenvolvimento do carro.”

A diferença entre o tempo da pole e o carro “melhor do resto” aumentou na Austrália e no Bahrein em comparação ao ano passado, mas foi menor na China.

A Renault obteve uma evidente melhora no começo da atual temporada em classificação. 

Déficit da Renault para as ponteiras

Comparação das performances da Renault de 2017 para 2018

 

Diferença para a pole em 2018 (%)

Diferença para a pole em 2017 (%)

Mudança (%)

Australia

2.918

3.532

-0.614

Bahrein

1.833

1.209

+0.624

China

1.577

2.075

-0.498

O desempenho foi pior no Bahrein em ritmo de corrida, com Nico Hulkenberg apresentando um atraso 19s maior para o vencedor em comparação ao ano passado.

A Renault ainda está em processo de contratação e de melhora de sua base, em Enstone, e Bell admitiu que os ponteiros “ainda possuem vantagem na construção de um novo carro.”

O RS18 é levemente mais pesado do que a equipe esperava e está muito próximo do limite de peso.

“Temos um caminho mais fácil de encontrar benefícios do que eles têm”, disse Bell.

O dirigente afirmou que está “razoavelmente satisfeito” com a performance da Renault em comparação à McLaren, que avaliou mal suas metas de desenvolvimento para 2018 e está tendo dificuldades com a classificação. 

Ele admitiu que equipes como Toro Rosso e Haas estão deixando a vida da Renault “muito difícil” e espera que a temporada tenha muitas oscilações.

“Estamos, obviamente, muito preocupados com a McLaren quando eles adotaram o motor. Eles são muito bons no desenvolvimento durante a temporada para recuperar qualquer perda no começo”, disse Bell. 

“Será uma luta muito, muito próxima. Esperávamos estar um pouco mais à frente no começo, mas isso não é uma ciência exata.”

Próxima Fórmula 1 matéria
Confiança de Magnusen ajuda na consistência, diz Steiner

Previous article

Confiança de Magnusen ajuda na consistência, diz Steiner

Next article

Ex-chefe da Manor deixa cargo na Toro Rosso

Ex-chefe da Manor deixa cargo na Toro Rosso
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Renault F1 Team
Autor Scott Mitchell
Tipo de matéria Últimas notícias