Renault vai dar o maior salto na F1 em 2018, diz Wolff

Chefe da Mercedes acredita que a rival será a equipe de Fórmula 1 que deu o maior passo em 2018

Com um grande investimento, a Renault voltou ao seu projeto de F1 quando assumiu a Lotus no final de 2015. O chefe da Mercedes, Toto Wolff, destacou que a fabricante de automóveis francesa dará o maior salto neste ano.

Refletindo sobre os concorrentes, Wolff disse ao Motorsport.com: "Force India? Lá, o duelo entre (Sergio) Pérez contra (Esteban) Ocon é divertido. Ambos querem se distinguir por coisas maiores em 2019, então esta temporada será essencial para ambos.”

"A Williams tem um design ousado, então estou curioso para ver como funcionará. O recém-chegado [Sergey] Sirotkin tem pouca experiência, mas sua velocidade pode compensar. [Lance] Stroll deve ser o líder de equipe em seu segundo ano.”

"Mas a Renault vai dar o maior passo, para mim. Eles usarão todos os seus recursos e terão pilotos ambiciosos como [Nico] Hulkenberg e [Carlos] Sainz."

Ele também sugeriu que a Toro Rosso poderia surpreender, enquanto a Sauber também não poderia ser ignorada.

"A Toro Rosso também tem o fator Franz Tost e a Honda com nova ambição. O chefe da equipe é um piloto e trabalha duro, então pode haver surpresas.”

"A Haas-Ferrari será difícil de avaliar, porque em 2017 perderam um pouco, enquanto a McLaren-Renault agora tem um motor para competir com a Red Bull. Ambos afirmam ter o melhor chassi, o que será emocionante.”

"E a Sauber com a Alfa Romeo é mais do que apenas um truque de marketing. Tem o melhor túnel de vento da F1, com o [Charles] Leclerc, que é considerado uma estrela do futuro e com o Vasseur, um grande chefe de equipe."

Ricciardo e Verstappen

Em relação às próprias ambições de sua equipe, Wolff diz que não há motivos para acreditar que a Mercedes terá um ano mais fácil, pois ele vê muitas chances de seus concorrentes mais próximos.

"A Ferrari deu um salto gigante entre 2016 e 2017. O carro será mais rápido novamente este ano e Sebastian (Vettel) como líder é forte e confiante.”

"A Red Bull tem uma ótima combinação de pilotos: Daniel Ricciardo que pode guiar muito bem e um talento gigante, Max Verstappen, que é um líder na F1. A dupla, com certeza, é forte.”

"Além disso, no segundo semestre de 2017, o time apresentou um desenvolvimento como nenhum outro. Se a Red Bull permanecer amigável com a Renault, será um oponente difícil."

Decisão de Bottas será no verão

O elogio de Wolff sobre a formação de pilotos da Red Bull ocorre no momento em que Ricciardo é candidato a um assento na Mercedes em 2019 se o time escolher substituir Valtteri Bottas.

Falando sobre a formação em potencial para o próximo ano, Wolff disse: "Vamos ver como ele [Bottas] se desenvolverá neste ano e nós decidiremos no verão.”

"Para Lewis, uma extensão é apenas uma questão de detalhes. Eu suponho que vamos continuar juntos."

Entrevista feita por Gerhard Kuntschik

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Mercedes , Renault F1 Team
Tipo de artigo Últimas notícias