Ricciardo crê que vencer seria possível sem acidente com Rosberg

compartilhar
comentários
Ricciardo crê que vencer seria possível sem acidente com Rosberg
Por: Gabriel Lima
26 de jul de 2015 15:20

Australiano volta ao pódio pela primeira vez desde GP dos EUA do ano passado apesar de ter de trocar bico no final

Daniil Kvyat e Daniel Ricciardo, Red Bull Racing
Daniil Kvyat, Red Bull Racing, Sebastian Vettel, Ferrari e Daniel Ricciardo, Red Bull Racing
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 Team e Daniel Ricciardo, Red Bull Racing
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing e Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 Team
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB11
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB11
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing

Uma largada ruim e um choque com Bottas na primeira volta tiraram de Daniel Ricciardo o que poderia ter sido um bom início de corrida. No entanto, o Safety Car recolocou o piloto australiano no páreo. Ele foi atrás de Hamilton na relargada e o superou na primeira curva. O britânico não aceitou a ultrapassagem e quebrou um pedaço de sua asa dianteira na lateral da Red Bull de número 3, tendo de ir aos pits em seguida, pagando pela defesa de posição além da conta.

Com isso, Ricciardo foi para terceiro e pressionou Rosberg pelo segundo lugar. Ele tentou sua manobra de forma arriscada com poucas voltas para o fim, mas se tocou com Nico - que teve o pneu furado - após levar o troco e teve de ir para os pits. Ainda foi terceiro graças à grande vantagem que tinha para Verstappen, em quarto.

“Foi uma corrida louca”, definiu Daniel.

“Depois do meu acidente com Bottas na largada achei que minha corrida tivesse terminado. Depois tive um acidente com Lewis Hamilton na relargada. De novo achei que a corrida tivesse terminado. E aí tive o acidente com Nico Rosberg.”

Para Daniel, a vitória era possível. “Eu tive que arriscar muito na freada, porque não temos boa velocidade em reta. Achei que pudesse vencer se passasse Nico Rosberg, porque estava um pouco mais rápido que Sebastian Vettel.”

“Quando vi uma possibilidade, eu tentei e a ultrapassagem foi limpa. Mas depois acho que Nico me cortou na saída e entrou na minha frente. Não tinha espaço e eu toquei em seu pneu com a minha asa. É desapontador que tenha arruinado minha chance de vencer.”

Mesmo assim, Ricciardo se disse feliz. “É muito bom estar no pódio, é como uma vitória. Ganhei forças hoje, e o resultado foi muito bom para a equipe.”

O australiano também dedicou seu resultado a Bianchi. “Coloquei meu coração em tudo hoje, seria o que Jules gostaria de ver. Dedico esta corrida a ele.”

Próxima Fórmula 1 matéria
Após igualar Senna, Vettel dedica triunfo à memória de Bianchi

Previous article

Após igualar Senna, Vettel dedica triunfo à memória de Bianchi

Next article

Em 2º, Kvyat revela: “não sabia o que era nunca desistir até hoje”

Em 2º, Kvyat revela: “não sabia o que era nunca desistir até hoje”
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Hungria
Sub-evento Domingo corrida
Localização Hungaroring
Pilotos Daniel Ricciardo Shop Now
Equipes Red Bull Racing Shop Now
Autor Gabriel Lima
Tipo de matéria Últimas notícias