Ricciardo desmente rumores de pré-contrato com a Ferrari

Daniel Ricciardo negou os rumores de que teria assinado um pré-contrato com a Ferrari, insistindo que, até agora, somente conversou com a Red Bull sobre seu futuro na F1.

O início forte do australiano no campeonato colocou o vencedor do GP da China no centro das especulações de mercado para 2019, sendo que Ferrari e Mercedes pintam como opções para ele. 

Mas, após relatos recentes indicando que ele já havia assinado uma espécie de pré-contrato com a Ferrari para negociar com a equipe de forma exclusiva por certo período, Ricciardo negou categoricamente que esse tenha sido o caso.

“Isso não é verdade. Posso dizer isso”, comentou o piloto em Baku. 

Apesar das possibilidades para o próximo ano com seu contrato com a Red Bull expirando ao fim de 2018, Ricciardo enfatizou que as negociações até agora somente ocorreram com seus atuais chefes.

“Somente tive conversas com a Red Bull”, disse. “Desde o ano passado temos sido bem abertos uns com os outros, e através da imprensa também, já que eles dizem estar interessados em me manter. Tivemos algumas conversas a respeito disso.”

“Estou ciente de outros relatos, mas não houve nada mais. Eles [os relatos] não são verdadeiros, pelo menos não até agora. Certamente não.”

Ricciardo deixou claro que, em 2019, quer estar em um carro no qual poderá vencer o campeonato. 

E, com sugestões de que a Ferrari aparentemente já voltou seu foco em Sebastian Vettel ao julgar a estratégia usada por Kimi Raikkonen na China, Ricciardo esclareceu que não aceitará ser segundo piloto de ninguém.

“Há alguma coisas que, independentemente de onde eu estiver, eu sempre quero deixar claro. Eu não quero estar em um lugar onde sinto que não tenho uma chance.”

“No momento, o que estou buscando é ser campeão mundial. Essa é minha meta e meu sonho, e é algo do qual eu certamente sou capaz.”

“Se alguém disser ‘vamos te aceitar aqui, mas você não poderá fazer isso’, não é uma opção atrativa para mim. É esse o caso em outros lugares? Sinceramente, não sei o que se passa em outras equipes.”

“Na Red Bull, sempre houve boa clareza e justiça desde 2014, desde que eu estou aqui, então certamente tem sido um ambiente legal, e eu espero esse ambiente em todo lugar.”

Ricciardo admitiu que as férias de verão da F1 na Europa, entre o fim de julho e de agosto, é o momento provável em que ele tomará uma decisão sobre seu destino em 2019.

“Com certeza o verão parece bom”, disse. “Acho que não temo ficar a pé no ano que vem, então não sinto que eu precise assinar algo amanhã ou ficar sem nada.”

“Então, por essa razão, sinto que posso esperar até o verão... Não sinto que preciso forçar nada até lá.”

Quando questionado pelo Motorsport.com se a curiosidade de ver como seria a vida em outra equipe extrairia o melhor de si, Ricciardo disse: “Não sei. Acho que a curiosidade não vai se sobressair aos fatos, no que diz respeito às opções que tenho e qual carro será o mais rápido. É isso que está no topo da minha lista.”

“Eu não iria a outro lugar por uma mudança. Se eu ir a outro lugar, eu garantiria que eu me sentiria melhor, isso é tudo.”

Os números do GP do Azerbaijão

 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Daniel Ricciardo
Equipes Ferrari , Red Bull Racing
Tipo de artigo Últimas notícias