Ricciardo destaca alta degradação como característica de Xangai

Piloto australiano da Red Bull acredita que primeiras curvas sejam um dos pontos mais técnicos do ano

Depois de duas corridas aquém do esperado, Daniel Ricciardo vai para o GP da China a fim de conquistar seu primeiro bom resultado da temporada. Segundo no grid da corrida do no passado, o australiano contou das particularidades de se correr no circuito chinês, enquanto se prepara para sua quarta corrida de F-1 em Xangai.

[publicidade]"O paddock é enorme. Você precisa ser um atleta apenas para se locomover. A pista em si, eu diria que é técnica. Curvas um, dois e três são todas muito longas e técnicas e não acho que há qualquer outra curva assim no calendário.”

“É muito agressivo para os pneus dianteiros. A reta é tão grande que dá para tomar uma lata de Red Bull. Já ouvi alguns pilotos dizendo que é muito chata. Se eles acham que é chato em um carro de Fórmula 1, deveriam ter tentado vir aqui na Fórmula BMW. Eu dirigi aqui quando era uma criança, com um entusiasmo enorme e, acredite em mim, poderia ter lido um livro se tivesse um.”

“O desgaste dos pneus é bastante extremo, mas eu ainda prefiro isso a um pneu que leva três voltas para começar a funcionar de fato. Na classificação, você dirige em sua volta após sair dos boxes como sua avó, tentando desesperadamente não matar os pneus antes do início da volta rápida ".
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias