Ricciardo deverá decidir até agosto se fica, diz Red Bull

Christian Horner insiste que prioridade é renovar com australiano, mas garante que já pensa em opções: “Carlos Sainz é a mais óbvia”

A Red Bull estabeleceu um prazo para Daniel Ricciardo definir se permanecerá no time ou não na próxima temporada da F1.

O australiano, integrante da escuderia desde 2014, tem contrato válido somente até o fim de 2018. O próprio já declarou que lidará com o assunto com calma, já que ainda pretende verificar quais são as outras opções que possui na mesa – sobretudo por haver vagas em aberto em Mercedes e Ferrari para o ano que vem.

O chefe da Red Bull, Christian Horner, já indicou em outras oportunidades que tem o desejo de continuar com o piloto, mas insistiu que quer uma definição.

“Deverá haver uma decisão até o intervalo de verão [europeu], no mais tardar”, disse, em entrevista à revista alemã Auto Motor und Sport. O período ao qual ele se refere é o descanso da F1 de quatro semanas, que vai de 30 de julho a 23 de agosto, antes do início das atividades do GP da Bélgica. “Não queremos esperar para sempre.”

O dirigente insistiu que, caso Ricciardo decida sair, a Red Bull tem alternativas em mente. “Temos outras boas opções. Nossa prioridade é continuar trabalhando com Daniel. Se isso não der certo, vamos fazer uso de outras opções. A mais óbvia é Carlos Sainz. Ele está sob contrato conosco. E, então, há alguns pilotos jovens.”

De acordo com o site da revista inglesa MotorsportMagazine, Ricciardo assinou um pré-contrato com a Ferrari, que garante a exclusividade de negociação entre as duas partes. Isso significa que, enquanto o acordo estiver em vigor (acredita-se que ele dure até 30 de junho), nem Ricciardo, nem a Ferrari poderão negociar com outras partes. 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias