Ricciardo era "passageiro" no confronto de Baku, disse Brawn

compartilhar
comentários
Ricciardo era
Por: Glenn Freeman
1 de mai de 2018 20:08

Diretor esportivo da Fórmula 1 acredita por causa das regras aerodinâmicas atualmente em vigor australiano virou passageiro

Max Verstappen, Red Bull Racing RB14 and Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14 crash
Max Verstappen, Red Bull Racing RB14 and Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14 crash
The damaged car of Max Verstappen, Red Bull Racing
The damaged car of Max Verstappen, Red Bull Racing
Max Verstappen, Red Bull Racing walks away following his crash
The damaged car of Daniel Ricciardo, Red Bull Racing is recovered by the marshals
Max Verstappen, Red Bull Racing walks away following his crash
The damaged car of Daniel Ricciardo, Red Bull Racing is recovered by the marshals

Daniel Ricciardo acabou atingindo a traseira de Max Verstappen na freada da primeira curva em Baku, com a Red Bull perdendo os dois pilotos e a FIA dando uma reprimenda a ambos.

Ross Brawn, falando sobre o fim de semana, em material divulgado pela F1, não chegou a atribuir culpa ao incidente.

"Não quero comentar sobre quem pode ser considerado responsável ou como uma equipe deve administrar esses problemas durante uma corrida, mas acho que a decisão dos comissários de repreender os dois pilotos foi correta", disse Brawn.

“Mas gostaria de destacar um ponto técnico. Uma vez que Daniel se estabeleceu em sua linha e Max mudou de direção bloqueando essa linha, o australiano se tornou um passageiro."

“A perda de downforce experimentada por Ricciardo na esteira do carro de Verstappen teria deixado o carro impossível de ser parado.”

“Muitas vezes pensamos em downforce nas curvas, mas o impacto que a aderência extra tem na frenagem é enorme. Tire essa aderência na freada e o que aconteceu no domingo foi inevitável.”

Acidente destaca problema aerodinâmico

Brawn disse que o incidente foi oportuno, uma vez que destacou os problemas aerodinâmicos que sua equipe está enfrentando com mudanças para 2021, mas também as medidas adotadas para o próximo ano pela Comissão da Fórmula 1 nesta semana.

"Embora este tenha sido um exemplo muito severo, isso destacou mais uma vez a necessidade de encontrar uma maneira de desenvolver as regras para tornar os carros mais viáveis nessas condições", disse ele. “A decisão do Grupo de Estratégia e da Comissão de F1, sancionada pelo Conselho Mundial da FIA, de aprovar uma série de modificações aerodinâmicas, visando promover corridas mais próximas e mais ultrapassagens para a temporada de 2019, é definitivamente um passo importante.”

“Também é importante notar que a decisão foi tomada após um intenso período de pesquisas sobre as propostas da FIA, que foram feitas com o apoio da Fórmula 1 e conduzidas pela maioria das equipes.”

“Mostrou bom espírito e uma boa maneira de trabalhar juntos para uma melhor e mais espetacular Fórmula 1, que é o que a FIA, a Fórmula 1, as equipes e, o mais importante, os fãs querem. Bravo."

Próxima Fórmula 1 matéria
Os segredos por trás da suspensão dianteira da Mercedes

Previous article

Os segredos por trás da suspensão dianteira da Mercedes

Next article

GALERIA: 10 momentos inesquecíveis de Ayrton Senna

GALERIA: 10 momentos inesquecíveis de Ayrton Senna
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP do Azerbaijão
Localização Baku City Circuit
Autor Glenn Freeman
Tipo de matéria Últimas notícias