Ricciardo: F1 deveria levar os hipermacios a todos os GPs

Daniel Ricciardo, da Red Bull, pediu para que a fornecedora de pneus da F1, a Pirelli, leve seu composto mais macio a todas as corridas.

O novo pneu hipermacio deverá fazer sua estreia na próxima etapa, em Mônaco, mas Ricciardo acredita que, se eles estivessem disponíveis durante a temporada, acrescentaria um elemento maior de imprevisibilidade às corridas.

“Não sei por que não podemos ter o hipermacio em todas as corridas”, disse. “Ou, pelo menos, nos classificamos com eles e depois descobrimos o que fazer.”

“Mas, pelo menos, temos tipo um pneu de classificação e depois diferenças maiores nas corridas para criar uma oportunidade maior.”

“Porque, como eu digo, para o top 6 já era óbvio desde sexta-feira [de Barcelona] que nos classificaríamos com o macio e tentaríamos fazer um pitstop com os médios. Não era segredo.”

“Acho que é isso que seria: tentar criar mais opções, mais surpresas, porque agora está um pouco previsível.”

Os comentários de Ricciardo surgem em um cenário de insatisfação com a falta de diferenciação significativa entre os pneus. 

Apesar de cada um dos compostos da Pirelli ser supostamente um passo mais macio do que no ano passado, a diferença entre os macios e supermacios no GP da Espanha foi avaliada na região de somente 0s3. 

As equipes também tiveram dificuldade de administrar as temperaturas dos supermacios durante os trechos, especialmente o dianteiro esquerdo, que sofre um estresse em particular no circuito. 

Com tão pouca diferença entre o macio e o supermacio em termos de tempo de volta, o macio se tornou a escolha de fato, sendo que a maioria do top 10 o usou como seu pneu de classificação.

Romain Grosjean, da Haas, esteve entre os críticos do supermacio. “É uma porcaria. Não é correto que sejamos mais rápidos com os macios.”

“Isso mostra que eles não estão exatamente onde deveriam. O supermacio deveria ir mais rápido – obviamente esperamos maior desgaste, o que existe, mas é um pneu mais difícil de guiar.”

“Você não tem muito suporte na parte de trás do carro, você não consegue forçar o quanto quer. Então, conversamos com a Pirelli. Precisamos continuar com o trabalho, porque há mais trabalho a ser feito.”

“Não quero ser negativo. Apenas acho que podemos, juntos, trabalhar em um pneu melhor.”

A Pirelli quer investigar a possibilidade de escolher pneus que tenha mais de um degrau de diferença de maciez, como fez na China, onde os compostos disponíveis eram os médios, macios e ultramacios. 

Apesar de o safety car ter desempenhado um papel significativo no resultado daquela corrida, foi uma aposta estratégica da Red Bull que deu a vitória a Ricciardo. 

“Tive uma conversa com os pilotos e foi bem interessante”, disse Mario Isola, da Pirelli. “Eles tiveram muitas ideias para o futuro.”

“Uma proposta interessante, porque eles ficaram felizes com a escolha de pneus na China, e como às vezes a diferença entre os macios e os médios é menor do que 1s, era de dar saltos de níveis, como duros, macios e ultramacios.”

“Podemos fazer uma simulação disso para entender os possíveis efeitos. Temos seis compostos, então temos flexibilidade de dar um salto como fizemos na China.”

“Mas é possível nessas condições que tenhamos os hipermacios como pneu de classificação, e, sob as atuais regras, eles são obrigados a usá-los durante a corrida. Não é fácil, Você precisa considerar todas as possibilidades.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Daniel Ricciardo
Equipes Red Bull Racing
Tipo de artigo Últimas notícias