Ricciardo: Final de temporada da Red Bull foi "confuso"

compartilhar
comentários
Ricciardo: Final de temporada da Red Bull foi
Adam Cooper
Por: Adam Cooper
28 de nov de 2018 19:24

Australiano admite que não houve explicação lógica para explicar ritmo do RB14

A Red Bull havia depositado suas esperanças em uma boa corrida no México, porque a altitude diminuiu a diferença entre a Renault e os principais adversários.

No entanto, a equipe foi competitiva na maioria dos locais na última parte da temporada, sugerindo que o desenvolvimento do chassi ultrapassou o da Mercedes e da Ferrari.

"Este esporte é tão confuso às vezes", disse Ricciardo. "Mesmo no Brasil, fiquei impressionado com o ritmo que tivemos.”

"No começo da corrida eu estava passando pelo pelotão e normalmente você desgasta seus pneus, mas naquele momento eu ainda podia ver que era mais rápido que as Ferraris e as Mercedes.”

"Foi difícil ultrapassar, mas sabia que tínhamos o ritmo. Não sei se acertamos ou os outros erraram, mas com certeza fomos rápidos nas últimas corridas."

Perguntado se sua saída da Renault significava que ele não recebeu detalhes completos sobre as atualizações, ele disse: "Bem, eu provavelmente não saberia de qualquer maneira!”

"Este esporte é muito complexo. Mas com certeza eles sabem seus pontos fortes. Eu acho que a aerodinâmica deste ano chegou muito forte, mas até mesmo toda a geometria, suspensão do carro.”

"Coisas como esta, você observa as câmeras onboards dos outros carros e vê os capacetes dos outros pilotos se mexerem muito, e os nossos ainda estão bastante parados.”

Max Verstappen enfatizou que a chave era que as atualizações da Red Bull geralmente funcionavam conforme o planejado.

"Sempre melhoramos o carro, e acho que todas as atualizações que colocamos no carro estão funcionando", disse ele. "Isso é ótimo, e acho que outras equipes lutaram para colocar peças novas no carro que funcionaram imediatamente.”

"Então, eu acho que no Brasil eu fiquei surpreso na corrida, porque era muito fácil seguir os outros carros, enquanto todo mundo estava no modo de economia de pneus.”

"O México foi definitivamente o nosso alvo, ainda não sabíamos o quanto iríamos perder na reta. Fiquei muito feliz que pudéssemos, é claro, acabar com isso."

O chefe da equipe, Christian Horner, reconheceu que a equipe deu grandes passos depois do intervalo de agosto.

"Fizemos alguns bons progressos no desenvolvimento do carro", disse Horner. "Realmente, desde logo depois das férias de verão, conseguimos melhorar.”

"Em Spa, estávamos no pódio, deveríamos estar no pódio em Monza, Singapura estávamos fortes, Rússia estávamos fortes, obviamente Japão, México, EUA houve uma forte sequência de pódios.”

"Então, fizemos muito progresso na segunda metade do ano, e o carro estava muito forte no começo.”

Next article
Engenheiro de Massa: “chorei por uma hora” após Interlagos 2008

Previous article

Engenheiro de Massa: “chorei por uma hora” após Interlagos 2008

Next article

Wolff diz que Bottas quer "desaparecer" no inverno e se recuperar em 2019

Wolff diz que Bottas quer "desaparecer" no inverno e se recuperar em 2019
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Daniel Ricciardo Shop Now
Equipes Red Bull Racing Shop Now
Autor Adam Cooper