Ricciardo lamenta perda de ritmo nas últimas voltas em Austin

Piloto australiano perdeu décimo no fim da corrida. Confira o que ele e os pilotos da Force India, Marussia e Caterham disseram

Com um desgaste prematuro dos pneus, Daniel Ricciado acabou perdendo o décimo lugar para Jenson Button nos EUA hoje. Para o australiano, as últimas voltas foram difíceis, quando precisou segurar o companheiro e Gutiérrez. Na disputa das nanicas, Jules Bianchi levou a melhor em cima das Caterhams e foi o 18º. Vergne levou 20 segundos de punição pelo toque com Gutiérrez na última volta e acabou caindo de 12º para 16º.

Confira o que os pilotos disseram após a corrida:

Daniel Ricciardo, Toro Rosso, 11º: “Foi um fim difícil para o dia, muito difícil. Parecia que conseguiríamos chegar com um ponto, em décimo. Mas nas últimas cinco voltas perdi muita aderência e vi os outros chegando em mim. Tentei segurar mas não tinha pneus para isso. É frustrante.”

Paul di Resta, Force India, 15º: “Fiz uma boa largada e estávamos razoáveis no primeiro stint. Mas logo ficou claro que teríamos dificuldade com o ritmo e não aproveitaríamos com os pneus. Estávamos dando o máximo para fazer uma corrida de uma parada, mas o desgaste dos pneus foi um pouco maior do que o esperado e fiquei sem desempenho dos pneus a nove voltas do final.”

Jean-Éric Vergne, Toro Rosso, 16º: “O resultado de hoje não teve nada de especial, mas sinto que tive uma boa corrida. Íamos fazer duas paradas, mas acabamos preferindo uma. Tentei passar meu companheiro nas últimas voltas, não deu certo e saímos da pista. Na reta oposta tentei passá-lo mais também não consegui. Gutiérrez acabou me tocando e rodou.”

Jules Bianchi, Marussia, 18º: “É justo dizer que hoje foi a corrida mais difícil do ano para mim. A corrida foi muito longa, trocamos apenas dos médios para o pneu duro e tive de me concentrar para  poupá-los. Foi uma boa corrida para nós e me sinto confiante para o Brasil.”

Giedo van der Garde, Caterham, 19°: “Não tive uma boa largada e isso me colocou atrás de Bianchi, e não consegui mais ultrapassá-lo. Em velocidade de reta ele era melhor do que eu, e meus pneus começaram a se desgastar o que me fez ficar saindo muito de frente.”

Charles Pic, Caterham, 20º: “Fiquei com meu companheiro de equipe a corrida inteira, mas tive um drive-through no final, e não tive ritmo hoje como em outras corridas. Temos de voltar a andar bem no Brasil e vamos trabalhar duro nos próximos dias para entender o que precisamos.”

Max Chilton, Marussia, 21º: “Chegando para esta corrida com o drive-through para servir, já sabíamos que seria uma corrida difícil e solitária. Perdi 15 segundo no pit lane, e isso significou que receberia bandeiras azuis um pouco antes, e paguei um grande preço por isso no meio da corrida.”

Adrian Sutil, Force India, Abandonou: “Até sábado de manhã eu estava competitivo e feliz com o carro, mas a promessa desapareceu com os problemas que tivemos na classificação. Na corrida fiz uma boa largada, ganhei algumas posições e estava correndo à frente de Maldonado na reta oposta. Por alguma razão, ele acertou minha roda traseira esquerda e imediatamente perdi o controle.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP dos EUA
Pilotos Giedo van der Garde , Paul di Resta , Adrian Sutil , Daniel Ricciardo , Max Chilton , Charles Pic , Jules Bianchi
Tipo de artigo Últimas notícias