Ritmo de corrida forte coloca Mercedes na briga, diz Domenicali

Chefe da Ferrari admite que, depois da performance de Hamilton na Hungria, o time alemão tem de ser levado a sério

Como se a Ferrari já não tivesse problemas suficientes, com peças que não funcionam como o esperado e pilotos descontentes, o chefe da equipe, Stefano Domenicali, ainda reconhece que o time teve, na última corrida, a confirmação final de que ganhou um novo rival na luta entre os construtores, a Mercedes.

“Eles certamente deram um passo adiante em relação ao consumo de pneus em corrida, vimos isso na Hungria. Isso faz com que tenhamos de considerá-los na luta pelo título porque faltam nove corridas para o final da temporada”, afirmou o italiano.

Atualmente, a Mercedes é a segunda colocada entre as equipes, roubando justamente o posto que era da Ferrari há algumas provas. Os alemães têm 208 pontos, contra 196 dos italianos. A Red Bull lidera a tabela, com 277.

“Com um carro com um rendimento desses, eles podem marcar muitos pontos. É mais um adversário que temos de levar em consideração”, reconheceu Domenicali.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias