Rivais confiam na FIA para garantir legalidade da Ferrari

compartilhar
comentários
Rivais confiam na FIA para garantir legalidade da Ferrari
Adam Cooper
Por: Adam Cooper
Co-autor: Scott Mitchell
24 de mai de 2018 19:11

Red Bull e Mercedes afirmaram que confiam na FIA para garantir que a rival Ferrari esteja cumprindo totalmente o regulamento em termos de baterias e uso do ERS.

Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14
Kimi Raikkonen, Ferrari SF71H
Sebastian Vettel, Ferrari SF71H
A scenic view of Kimi Raikkonen, Ferrari SF71H, at Sainte Devote
Sebastian Vettel, Ferrari SF71H
Kimi Raikkonen, Ferrari SF71H

Há rumores que circulam há semanas sobre o efeito que pode estar dando vantagem à Ferrari.

As regras dizem que o MGU-K podem fornecer apenas 120kW de potência. Há quem suspeite de que a Ferrari possa estar usando mais do que o permitido através de suas duas baterias, o que não seria detectado pelos sensores da FIA e extraindo mais do que os 4MJ permitidos por volta no MGU-K.

O sistema da Ferrari foi checado pela FIA no Azerbaijão e na Espanha, e o assunto foi além neste fim de semana, com a notícia de que a Ferrari está usando um novo software que não permite que isso aconteça – e que a FIA também está monitorando de forma mais ativa os carros vermelhos, com um hardware extra. 

Questionado sobre a situação pelo Motorsport.com, Christian Horner e Toto Wolff, chefes de concorrentes diretos da Ferrari, expressaram sua confiança na FIA para resolver o assunto.

“Obviamente tem havido rumores que vocês sem dúvida também estão ouvindo”, disse Horner. 

“Tenho certeza de que a FIA tem toda a competência para medir, administrar e ver se o carro que é apresentado à vistoria durante o fim de semana de GP cumpre com as regras.”

“Claro, é obrigação da equipe garantir que isso aconteça. Acho que a FIA provavelmente é a melhor para apontar a questão.”

Wolff, por sua vez, disse: “Assuntos de legalidade vem à tona regularmente, e alguns são mais polêmicos. Mas é função diária da FIA checar o que as equipes fazem, é obrigação das equipes cumprir com o regulamento, e esse é um processo contínuo.”

“Tenho grande confiança que, qualquer problema que aparecer, seja no chassi, seja no motor, a FIA já sabe do que se trata.”

“Este é, até onde eu sei, um processo que está em andamento enquanto conversamos, então veremos qual será o resultado.” 

Next article
Após liderar sessões, Ricciardo tem pole como “alvo”

Previous article

Após liderar sessões, Ricciardo tem pole como “alvo”

Next article

Hamilton: Estamos mais perto dos rivais do que o esperado

Hamilton: Estamos mais perto dos rivais do que o esperado
Load comments