Rivais desconfiam de desenvolvimento da Red Bull para 2014

Equipe diz que 50% das novidades das últimas provas serão reutilizadas: "Não estamos fazendo tanto assim", rebate Hamilton

As declarações do dono da Red Bull, Dietrich Mateschitz, de que a equipe reutilizará 50% do que tem sido melhorado no carro atual ano que vem foram recebidas com desconfiança pelos rivais no paddock de Abu Dhabi.

“Provavelmente não estamos fazendo tanto quanto parece que eles têm feito em termos de desenvolvimento para o ano que vem”, afirmou Lewis Hamilton. “Mas espero que muitas coisas que temos desenvolvido neste carro possam ter um efeito no próximo. Está tudo meio parecido, mas há quem consiga mudar o foco um pouco antes.”

LEIA MAIS:

Senna e Alonso não são piores por terem menos títulos, crava Hamilton - See more at: http://www.totalrace.com.br/site/noticia/2013/11/senna-e-alonso-nao-sao-piores-por-terem-menos-titulos-crava-hamilton#sthash.AHfKF9pg.dpuf

Testar peças que serão usadas no ano seguinte é prática comum na Fórmula 1. Contudo, como o regulamento do ano que vem prevê mudanças profundas principalmente nas unidades de potência, cujo tamanho e maior necessidade de refrigeração mudam o projeto do carro como um todo, essa possibilidade é menor em 2013.

Mesmo assim, Fernando Alonso admite que a Ferrari também vem testando ideias para o ano que vem – mas não 50% do carro, como disse Mateschitz. “Nós também testamos algumas soluções, mas não aerodinâmicas, pois isso será completamente diferente. Não estamos muito adiante ou atrasados em relação aos outros: com as novas regras se parte do zero e isso me dá mais confiança do que se tivessem mantido o regulamento”, reconhece o piloto, que caminha para o terceiro vice-campeonato em quatro anos.

O espanhol, inclusive, falou de suas sensações ao ‘pilotar’ o novo carro nos simuladores da equipe. “O carro é muito diferente, a pilotagem é distinta, há muito menos aderência e o motor tem muito mais torque”, testemunhou à Gazetta dello Sport. “Mas tudo está evoluindo, toda vez que testei a aderência tinha mudado 200%.”

Nesta semana, Mateschitz justificou a continuidade no desenvolvimento do carro da Red Bull neste ano pelo fato do time estar aprendendo muito para a próxima temporada. “Não achamos que este é um investimento na campanha deste ano, mas também vai nos beneficiar ano que vem. Ainda que tenhamos condições diferentes em 2014, presumo que 50% do trabalho recente de desenvolvimento vai nos ajudar no ano que vem.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Fernando Alonso , Lewis Hamilton
Tipo de artigo Últimas notícias