Times rivais querem investigação de relação Ferrari/Haas

Após bom início de mundial do time norte-americano, equipes pedem que FIA monitore relacionamento de ambas as partes

A Haas colocou seus dois carros na terceira fila do grid para o GP da Austrália, e andava em quarto e quinto, à frente das Red Bulls, antes de Kevin Magnussen e Romain Grosjean abandonarem após seus pit stops.

Isso provocou novas perguntas sobre a relação de trabalho da Haas com a Ferrari, que fornece à equipe peças que não precisam ser construídas, mas que também permite que a Dallara, parceira de chassi da Haas, use seu túnel de vento.

Os regulamentos esportivos da F1 proíbem estritamente a transmissão ou recebimento de informações sobre peças que as equipes supostamente deveriam produzir sozinhas.

O diretor de operações da Force India, Otmar Szafnauer, quer a aplicação dessas restrições discutidas na próxima reunião do Grupo de Estratégia da F1.

"Eu não sei como eles fazem isso, é mágica", disse ele. "Isso nunca foi feito antes na Fórmula 1”.

"Eu simplesmente não sei como pode ser certo que alguém que só está no esporte há dois anos e sem recursos possa produzir um carro assim... isso acontece por mágica? Se isso acontecer, eu quero a varinha."

Fernando Alonso classificou a Haas de 2018 como “uma réplica da Ferrari" em Melbourne, e o diretor executivo de sua equipe, Zak Brown, disse ao Motorsport.com que o tema é "algo que precisa ser analisado de perto".

Piloto da Haas, Romain Grosjean disse que o uso da suspensão dianteira da Ferrari, que o regulamento permite, ditaria naturalmente os principais pontos de design aerodinâmico, devido à maneira como o ar flui sobre o restante do carro.

Brown admitiu que não tem “nenhuma evidência" para sugerir que Haas não esteja operando dentro das regras, mas disse: "todos nós sabemos que eles têm uma aliança muito próxima com a Ferrari e eu acho que só precisamos ter certeza de que não está perto demais”.

"Pode haver alguma influência. Há certamente algumas partes do carro que parecem muito semelhantes ao carro do ano passado. Mas isso é para os engenheiros e a FIA olharem mais de perto."

Brown e Szafnauer disseram que várias equipes apoiariam um esclarecimento sobre o acordo entre Ferrari e Haas.

Szafnauer disse que quer que a FIA explique o processo para garantir que as diretrizes estejam sendo respeitadas.

"Todas as superfícies aerodinâmicas precisam ser suas", disse ele. "Se elas não são, eu não sei como você pode dizer a menos que você comece a investigar”.

"As verificações apenas dizem que se encaixam nos regulamentos. É sua ou de outra pessoa a ideia? Essa é a verdadeira questão. E eu não sei a resposta para isso.”

"Talvez seja deles, é apenas suspeito. Como você pode obter esse conhecimento sem a história, as ferramentas e as pessoas certas?"

Questionado pelo Motorsport.com sobre os comentários da Ferrari no início do fim de semana, Steiner disse: "Temos uma equipe que pode se orgulhar do que está alcançando no momento”.

"Não estamos fazendo nada que não devamos fazer ou que não possamos fazer."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Ferrari , McLaren , Force India , Haas F1 Team
Tipo de artigo Últimas notícias