Ron Dennis aponta para queda no salário de Hamilton em novo contrato

Dono da McLaren diz que situação econômica agora é diferente de quando o líder do campeonato assinou acordo atual, em 2007

Ron Dennis

Muito se conversou sobre a renovação do contrato do atual líder do campeonato de Fórmula 1, Lewis Hamilton. O fim de seu acordo com a McLaren se aproxima e negociações estão por vir.

Hamilton agora é assessorado pelo grupo de Simon Fuller, criador da renomada franquia "Idol", e deverá assinar um contrato que seja tanto bom financeiramente, como desportivamente.

Ouvido pela rede televisiva europeia Sky Sports, Ron Dennis, o presidente do grupo McLaren, deixou claro que a atual crise econômica, pela qual passa a Europa, pode fazer com que o inglês tenha de abaixar seu salário atual. O acordo em vigência foi fechado ao final da temporada de 2007.

"É uma situação complexa", disse Dennis. "Ele está no final de um contrato que foi assinado em um momento quando a economia estava um pouco diferente. Agora tem que haver um equilíbrio."

"Ele certamente vai olhar o que está disponível, aonde ele poderia ir. Nós também vamos olhar quem está disponível. No final, espero que o fato de que ele tem feito parte desta equipe desde o início de sua carreira irá desempenhar um papel significativo em qualquer decisão que ambos os lados farão. Mas é um pouco cedo para estar falando sobre isso", revelou.

"Ele é muito bem pago", Dennis acrescentou: "Ele certamente é mais bem pago do que eu."

Hamilton iniciou sua carreira em 2007 e assinou um contrato de cinco anos com a equipe de Woking, que acaba no fim deste ano.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Lewis Hamilton
Tipo de artigo Últimas notícias