Ron Dennis duvida da presença de mulheres na F1 num futuro próximo

Ex-chefe da McLaren na F1 diz que categoria exige muito fisicamente e por isto estaria distante das mulheres

Enquanto categorias, como a F-Indy, costumam ser bem receptivas às pilotos do sexo feminino, a F1 continua avessa às mulheres. A última mulher atentar disputar um GP foi Giovanna Amati, em 1992. E para o executivo da McLaren Ron Dennis o quadro permanecerá o mesmo nos próximos anos.

“Não creio que alguma mulher entrará na F1 em breve. Existem alguns esportes que são difíceis do ponto de vista físico e a F1 é um deles”, opinou em entrevista ao La Repubblica.

No ano passado, a espanhola Maria de Villota chegou a testar pela Marussia, mas sofreu um acidente forte e perdeu a visão de olho. Atualmente, Susie Wolff, piloto de testes da Williams, está tentando conseguir sua superlicença para depois pleitear uma vaga na categoria.
 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias