Rosberg culpa pneu ruim por início lento no GP da Itália

Alemão acredita que um jogo defeituoso tenha atrapalhado sua classificação e a largada em que perdeu cinco posições

Nico Rosberg acredita que um jogo de pneus ruins lhe tirou a chance de ter um resultado melhor em um final de semana em que a Mercedes andou bem. O alemão foi sétimo na corrida, após largar em sexto.

“Foi um final de semana positivo para nós, porque em termos de performance o carro estava bom na classificação e na corrida. Acho que faltou sorte no final. Na classificação, usei um jogo de pneus que não tinha nenhuma aderência e acabei em sexto, o que ainda é bom”, afirmou em seu vídeo blog.

Para piorar, como largava entre os 10 primeiros, Rosberg teve de usar o mesmo jogo de pneus da classificação na primeira parte da corrida.

“A falta de aderência se confirmou na largada. Perdi cinco posições ainda que todas as configurações estivessem perfeitas, e também não tinha aderência no primeiro stint. Foi um início difícil. Mas depois que troquei os pneus foi fantástico.”

Na segunda parte da prova, o alemão se recuperou e acabou fechando logo atrás do companheiro.

“O equilíbrio estava fantástico, ultrapassei muita gente, fiz a volta mais rápida várias vezes, então isso foi legal e fiquei motivado para ganhar várias posições e terminar em sétimo atrás de Michael, então foi bom.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Itália
Pilotos Nico Rosberg
Tipo de artigo Últimas notícias