Rosberg: derrota nos EUA em 2015 foi estímulo para título

Piloto alemão diz que erro que lhe custou vitória em Austin e deu a Hamilton tri no ano passado foi início de mudança

Campeão pela primeira vez neste último final de semana, Nico Rosberg identificou após a prova onde sua arrancada para vencer o mundial deste ano iniciou. O alemão relembrou o GP dos EUA do ano passado, quando vinha na frente nas últimas voltas e errou. Sua saída de pista deu o título de 2015 a Hamilton com três corridas de antecedência.

Depois de se chatear com o erro cometido, Nico se concentrou mais e venceu as sete provas seguidas (três no ano passado e quatro neste ano), que foram o trampolim para seu primeiro título mundial, conquistado neste último domingo em Abu Dhabi.

"Austin foi uma experiência horrível para mim", Rosberg admitiu.

"Passei dois dias sozinho pensando e disse para mim que nunca mais gostaria de viver aquilo de novo. Depois ganhei as próximas sete corridas, então com certeza foi um grande momento para mim e um dos momentos-chave para estar aqui hoje."

Rosberg também falou da batalha com Hamilton que teve durante toda sua carreira de piloto. Segundo ele, parecia que o inglês sempre acabava vencendo.

"Parece que estive correndo com ele desde sempre e sempre ele conseguia me derrotar pelo título, mesmo quando éramos pequenos nos karts", disse Rosberg.

"Ele é um piloto incrível e, claro, um dos melhores da história. Por isso é incrivelmente especial vencê-lo, porque o nível é muito alto e isso faz com que tudo seja muito mais satisfatório para mim. Vencer o campeonato mundial dele é uma sensação fenomenal."

"Tem sido um grande ano também. Com certeza ele guiou em um nível extremamente alto e fez algumas corridas incríveis. Ele foi um competidor muito difícil. Cinco pontos, isso inacreditável. E com o mesmo carro.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Nico Rosberg
Tipo de artigo Últimas notícias