Rosberg desmente Hamilton e garante: Toque não foi intencional

Alemão se apegou à direção de prova para contrariar a versão apresentada pelo ex-amigo britânico

Rosberg desmentiu Hamilton
Lewis Hamilton saiu da reunião emergencial da Mercedes disparando contra o companheiro Nico Rosberg. Segundo o britânico, o atual líder do Mundial de Pilotos da Fórmula 1 colidiu de propósito contra o seu carro, que furou o pneu e saiu da disputa pelos pontos. Rosberg, contudo, deu outra versão dos fatos depois de toda a polêmica.
 
[publicidade] Em entrevista concedida depois de ver o vídeo da colisão, Rosberg desmentiu o companheiro de time. Antes da versão do alemão, Hamilton garantiu que o líder da temporada admitira a intencionalidade na colisão.
 
“Vi a batida no vídeo e não quero falar muito mais sobre isso. Mas, definitivamente, assim como os comissários entenderam que foi um incidente de corrida, é dessa forma que descrevo o que aconteceu”, discursou Rosberg.
 
“Estava mais rápido daquele momento e havia a oportunidade, então eu tentei por fora, porque por dentro não havia possibilidade. Não vi nenhum risco na ultrapassagem ou na tentativa, então por que não deveria tentar? A oportunidade estava lá, mesmo sem o DRS. Eu estava mais rápido, então eu tentei", acrescentou o alemão, que, em vídeo, reforçou a contradição de Hamilton.

"Ele deu a versão dele e tudo que posso dizer é que minha versão é muito diferente, mas é melhor que eu não dê todos os detalhes e prefiro manter isso internamente", declarou o líder do mundial.
 
A colisão esquentou de vez o clima na Mercedes. Os dois líderes do campeonato acabaram convocados para uma reunião logo após a corrida na Bélgica, na qual a chefia da escuderia não escondeu a insatisfação pela situação. O próximo encontro entre os agora rivais está marcado para duas semanas, em Monza.
 
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias