Rosberg diz que não tinha ideia do que esperar de Hamilton

36,684 visualizações

O recém coroado campeão da Fórmula 1 afirmou que não sabia até onde rival iria

Lewis Hamilton, que precisava tirar um déficit de 12 pontos para Nico Rosberg, diminuiu o ritmo no GP de Abu Dhabi, na tentativa de deixar seu rival exposto a outros concorrentes, como Sebastian Vettel e Max Verstappen. Além disso, ignorou as instruções da Mercedes quando foi pedido para voltar ao ritmo habitual.

Rosberg, que se manteve no segundo lugar apesar da estratégia de Hamilton disse em coletiva de imprensa em Wiesbaden nesta quarta-feira que não podia ter certeza de quão longe Hamilton iria com sua tática.

"Minha alegria foi ainda maior depois da corrida porque foi muito difícil", disse ele. "Eu não sabia até onde ele iria. Ele ficaria completamente louco e tentaria me tirar da pista? Você simplesmente não sabe."

"Percebi o que tentou fazer. Ele esperava apenas um pequeno erro da minha parte e os dois caras atrás de mim estariam prontos para me ultrapassar. Então, em apenas duas voltas, meu trabalho por uma temporada inteira teria sido por nada. Foi inacreditável."

Rosberg, no entanto, disse que não estava feliz com a discussão em cima da abordagem de Hamilton se tornando o ponto principal da discussão.

"É uma pena que este assunto se torne tão grande agora, porque é muito simples ", acrescentou.

"Você pode entender a perspectiva da equipe, estamos guiando sob regras que temos que obedecer."

"Essas regras não mudaram em três anos, então você pode entender a irritação."

"Mas eu também entendo Lewis, nós lutamos pelo título mundial, você quer tentar tudo e talvez você vá além do limite para tornar isso possível."

Respeito básico

Rosberg, que foi amigo de Hamilton enquanto estavam nas categorias de base da Fórmula 1, disse que a rivalidade se tornou impossível, mas insistiu que mantinham "respeito básico".

"Estamos na mesma equipe e estamos lutando por vitórias e títulos mundiais. Basicamente, é impossível ser amigo se você está tendo uma rivalidade tão intensa e complicada."

"O que ajuda é o respeito básico que temos um pelo outro."

"Quando tínhamos 13 anos, éramos melhores amigos e isso permanece, eu acho, ainda está conosco, pelo menos comigo, e eu acho que com ele também. Isso ajuda em momentos difíceis."

Relatos adicionais por Stefan Ehlen

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Lewis Hamilton , Nico Rosberg
Equipes Mercedes
Tipo de artigo Últimas notícias