Rosberg: Era do efeito do solo deve inspirar F1 em 2021

compartilhar
comentários
Rosberg: Era do efeito do solo deve inspirar F1 em 2021
Por: Scott Mitchell
31 de mai de 2018 16:03

Renovação da Fórmula 1 para 2021 deveria se inspirar em sua era de efeito solo, de acordo com o campeão mundial de 2016

Mario Andretti, Lotus 79
Clay Regazzoni, Williams FW07
Nico Rosberg, Mercedes-Benz F1 W07 Hybrid leads Keke Rosberg, Williams FW08
Nico Rosberg, looks into the cockpit of Williams FW08 of his Father Keke Rosberg
Nico Rosberg, in the Williams FW08 of his Father Keke Rosberg
Keke Rosberg drives his championship winning Williams FW08

O Grupo Liberty Media assumiu o controle dos direitos comerciais da F1 durante a temporada vitoriosa de Nico Rosberg. O ex-piloto da Mercedes tem visto a categoria como espectador desde que se aposentou no final de 2016.

A F1 apresentará asas dianteiras mais simples no ano que vem para tentar facilitar o acompanhamento dos carros antes de uma série de mudanças planejadas para 2021, projetadas para melhorar as corridas.

Rosberg disse que sua demonstração em Mônaco, na semana passada, ao lado do pai, Keke Rosberg, que pilotou uma Williams em 1982, deu a ele uma ideia do que a F1 deveria perseguir.

"Eu estava olhando para o carro do meu pai e tudo se baseia em efeito do solo", disse Rosberg. “A aerodinâmica está embaixo do carro. Eles poderiam seguir um ao outro o tempo todo.”

“Eles [a F1] tem que entrar nesse tipo de direção. E esperamos que administrem até 2021, no máximo. Porque isso é o que todos nós precisamos, para a diversão.”

“Precisamos ver batalhas, lutas e roda com roda. Esse é um dos maiores problemas porque está mais difícil do que nunca.”

“Infelizmente, no momento não está no lugar certo, e então os custos [precisam ser mudados] para dar mais oportunidades para as equipes do meio de grid terem algum sucesso.”

O efeito solo foi apresentado como parte do conjunto de regras de 2017 da F1, mas as asas maiores e mais poderosas foram a direção seguida.

A F1 está voltando a essa decisão ligeiramente com suas mudanças de 2019, que representam a filosofia que ela quer no centro da revisão mais ampla em 2021.

"Eles estão fazendo um bom trabalho, porque a Liberty sabe o que é entretenimento", disse Rosberg. “Eles realmente tentam trazer tudo isso e tentar trazer os jovens de maneiras diferentes e essa é uma ótima abordagem.”

Relatos adicionais por Frankie Mao

Próxima Fórmula 1 matéria
Haas promete melhora aerodinâmica “significativa” no Canadá

Previous article

Haas promete melhora aerodinâmica “significativa” no Canadá

Next article

Mallya deixa cargo de diretor da Force India

Mallya deixa cargo de diretor da Force India

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Nico Rosberg Shop Now
Autor Scott Mitchell
Tipo de matéria Últimas notícias