Rosberg erra e Hamilton vence em dia de título da Mercedes

Alemão fritou os pneus tentando passar inglês e teve de mudar estratégia, mas conseguiu chegar em segundo

Um erro de Nico Rosberg facilitou a vida de Lewis Hamilton, que conquistou sua quarta vitória seguida e agora tem 17 pontos de vantagem para o alemão, na prova que selou a conquista do título de construtores para a Mercedes. Valtteri Bottas, com a Williams, foi o terceiro. Felipe Massa tentou uma estratégia diferente para se recuperar da 18ª posição no grid, mas acabou fora da zona de pontuação, em 11º.

[publicidade] Na largada, Hamilton liderou a primeira curva, mas viu Rosberg emparelhar na curva seguinte. O alemão deu uma fritada muito forte nos pneus e acabou passando reto, conseguindo passar, mas sentindo fortes vibrações nos pneus e tendo de parar nos boxes logo no final da primeira volta. Quem também trocou os pneus foi Felipe Massa, que largara em 18º. Os dois voltaram na 16ª e 17º colocações.

Assim, Hamilton passou em primeiro, seguido por Bottas, Button, Alonso, Vergne, Magnussen, Vettel, Ricciardo, Kvyat e Raikkonen. Mas o francês da Toro Rosso, lento nas retas, perdeu terreno e foi sendo ultrapassado até ficar no oitavo lugar. Outra briga das primeiras voltas foi dentro da Red Bull, mas Ricciardo não conseguiu passar o companheiro e acabou antecipando sua parada para a volta 12 na tentativa de superá-lo.

Juntos, Massa e Rosberg vieram se recuperando, escalando o pelotão até chegarem na zona de pontuação na volta 21. Duas voltas depois, Button fez sua parada e voltou atrás de Rosberg, indicando que o alemão estava na luta pelo pódio se não parasse mais. Massa, por outro lado, ficou travado atrás de Perez e viu Button voltar na frente do mexicano.

Uma parada lenta de Alonso fez o espanhol voltar atrás de Massa, mas o brasileiro parou uma segunda vez na volta 28, caindo para 14º. Mais adiante, preso por Vettel, Bottas passou a ser pressionado por Rosberg. O alemão parou na volta 31 e Rosberg logo aproveita para passar a Williams.

Assim, após as paradas, Hamilton liderava com 20s de vantagem para Rosberg, Bottas, Button, Magnussen, Alonso, Ricciardo, Vettel, Raikkonen e Vergne. O francês foi ultrapassado por Perez, que trazia consigo Massa.

A segunda parte da prova foi monótona, com pilotos como Massa e Ricciardo, que estava grudado em Alonso, tendo dificuldade para fazer ultrapassagens.
Com isso, Hamilton ganhou fácil e Rosberg conseguiu fazer a prova inteira com o mesmo pneu – e ainda fazendo a volta mais rápida na penúltima volta. Bottas completou o pódio.

A antepenúltima prova do campeonato acontece em duas semanas, nos Estados Unidos.

Confira a classificação do GP da Rússia
1.     Lewis HamiltonGrã-Bretanha Mercedes-Mercedes 1hr 31m 50.744s 53 voltas 
2. Nico Rosberg Alemanha Mercedes-Mercedes +00m 13.6s 
3. Valtteri BottasFinlândia Williams-Mercedes +00m 17.4s 
4. Jenson Button Grã-Bretanha McLaren-Mercedes +00m 30.2s 
5. Kevin Magnussen Dinamarca McLaren-Mercedes +00m 53.6s 
6. Fernando AlonsoEspanha Ferrari-Ferrari +01m 00.0s 
7. Daniel Ricciardo Austrália Red Bull-Renault +01m 01.8s
8. Sebastian Vettel Alemanha Red Bull-Renault +01m 06.1s 
9. Kimi Raikkonen Finlândia Ferrari-Ferrari +01m 18.8s 
10. Sergio Perez México Force India-Mercedes +01m 20.0s 
11. Felipe Massa Brasil Williams-Mercedes +01m 20.8s
12. Nico Hulkenberg Alemanha Force India-Mercedes +01m 21.3s 
13. Jean-Eric Vergne França Toro Rosso-Renault +01m 37.3s 
14. Daniil Kvyat Rússia Toro Rosso-Renault +1 volta
15. Esteban Gutierrez México Sauber-Ferrari +1 volta 
16. Adrian Sutil Alemanha Sauber-Ferrari +1 volta 
17. Romain Grosjean França Lotus-Renault +1 volta
18. Pastor MaldonadoVenezuela Lotus-Renault +1 volta
19. Marcus Ericsson Suécia Caterham-Renault +2 voltas

Abandonaram
Kamui KobayashiJapão Caterham-Renault  
Max ChiltonGrã-Bretanha Marussia-Ferrari 
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias