Rosberg garante que erro não foi proposital, mas pede desculpas a Hamilton

Pole, alemão saiu da pista na Mirabeau e provocou bandeira amarela que acabou atrapalhando Hamilton

Dono do melhor tempo na primeira saída no Q3, Nico Rosberg conseguiu a pole mesmo errando em sua última tentativa. O piloto perdeu o ponto de freada e seu carro saiu da pista na Mirabeau. Por ter ficado em um local perigoso, provocou uma bandeira amarela localizada que acabou atrapalhando seu principal adversário, Lewis Hamilton. O alemão garantiu que não provocou a bandeira amarela de maneira proposital, para garantir a pole.

[publicidade] “Eu sabia que tinha um bom desempenho naquela parte do circuito e tentei arriscar um pouco mais, mas acabei indo além do que deveria e isso foi um erro”, disse após o treino. O piloto fez questão de pedir desculpas ao companheiro por ter atrapalhado sua volta. O piloto está sendo investigado pelos comissários por ter dado ré e voltado à pista, o que pode significar a perda da pole.

“Não fiquei feliz com isso, por ter atrapalhado sua volta, então peço desculpas. Não foi a melhor maneira de conquistar a pole, esse erro acabou tirando um pouco do prazer, mas claro que largar em primeiro é fantástico. O carro estava muito bom e minha primeira volta no Q3 foi muito boa”, comentou o piloto que reside em Mônaco e já havia feito a pole também em 2013, quando venceu a prova.

Segundo ele, a pressão não é maior por correr em casa. “Não há mais pressão e é mais emocionante. É sempre um grande prazer correr aqui e fiquei muito, muito feliz com essa pole”, concluiu.
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias