Rosberg quebra recorde de Rubinho e faz a pole do GP do Brasil

Terceiro, atrás de alemão e Hamilton, Felipe Massa fez sua melhor classificação em Interlagos desde 2008

Cravando a pole position mais rápida da história de Interlagos, Nico Rosberg fez valer a vantagem que teve em cima de Lewis Hamilton por todo o final de semana e larga na Frente do GP do Brasil. O inglês chegou a ameaçar o companheiro na última tentativa e fez a pole provisória, mas o alemão reagiu com o cronômetro zerado.

Depois de fazer uma boa primeira tentativa no Q3 e ficar a menos de um décimo da pole, Felipe Massa errou em sua última volta rápida, a exemplo do companheiro Valtteri Bottas, e larga em terceiro, ao lado do finlandês, na segunda fila.

O tempo de 1min10s023 obtido por Rosberg é o novo recorde para uma pole position no GP do Brasil, meio segundo melhor do que a marca anterior, conquistada por Rubens Barrichello, de Ferrari, em 2004. O brasileiro, contudo, segue sendo o dono do melhor tempo já feito no circuito, dentro da primeira parte da mesma sessão: 1min09s8. O GP do Brasil tem largada às 14h pelo horário de Brasília.

Q1

[publicidade] Com o céu nublado, os pilotos saíram logo para a pista e as Mercedes logo ditaram o ritmo, andando na casa de 1min10s3 logo de cara, com Rosberg à frente. Mesmo reclamando veementemente da Ferrari – “como você me mandaram para a pista com a bateria descarregada?” – Alonso chegou a fazer o terceiro tempo, sendo superado pelas McLaren com menos de cinco minutos restantes. No final, Massa e Bottas se colocaram em terceiro e quarto.

O maior drama, contudo, era da Red Bull, com Ricciardo em 14º e Vettel em último. Porém, os dois conseguiram passar para a segunda fase da classificação, deixando de fora as duas Lotus, além de Sergio Perez e Jean-Eric Vergne, que vive um final de semana complicado depois de praticamente não ter treinado na sexta-feira. Porém, o francês assumiu a culpa, dizendo que treino dele “foi horrível”. Como Perez sofreu uma punição por ter batido em Sutil no GP dos Estados Unidos, larga em último.

Q2

Rosberg continuou sendo o mais rápido na segunda parte da classificação, com Hamilton quatro décimos mais lento. A torcida brasileira em Interlagos vibrou quando Massa passou em terceiro, mas Bottas o superou segundos depois por um décimo.

Após metade do Q2, Ricciardo, Kvyat, Sutil e Gutierrez estavam na lista dos eliminados, sendo que apenas o mexicano havia marcado tempo. Isso ajudava pilotos como a dupla da Ferrari, Vettel e Hulkenberg, que estavam na parte de baixo do top 10.

Kvyat acabou não saindo mesmo, até porque já sabia que perderia 7 posições no grid por uma punição remanescente dos EUA, quando trocou peças do motor. O russo foi eliminado ao lado das Sauber e de Hulkenberg, com Alonso se salvando por três décimos. E a torcida ainda teve mais um momento de vibração quando Massa retornou à pista para fazer o segundo tempo.

Q3

Na briga pela pole, Rosberg abaixou em dois décimos seu tempo, fazendo 1min10s1 e viu Hamilton ficar a 3 centésimos. Dando a pinta de que a Williams vinha forte, Bottas, mesmo errando no segundo setor, ficou a pouco mais de dois décimos da Mercedes. E Massa confirmou essa tendência ao cravar o terceiro tempo a 81 milésimos de Rosberg.

Após as primeiras tentativas, Button fez o quinto tempo, seguido de Magnussen, Vettel, Ricciardo e as Ferrari, que só marcaram tempo com dois minutos para a final da sessão. Raikkonen chegou a subir para sétimo, mas fechou o treino apenas em décimo. Alonso, por sua vez, ficou com o oitavo tempo, à frente de Ricciardo.

Na briga pela pole, Hamilton fez um excelente último setor em sua tentativa final e abaixou o tempo de Rosberg, mas o alemão deu a resposta e conseguiu a primeira posição por 33 milésimos. Felipe Massa foi o terceiro, sua melhor posição de largada no GP Brasil desde a pole de 2008.

Resultado da classificação do GP do Brasil

1. Nico Rosberg Alemanha Mercedes-Mercedes 1m 10.023s 
2. Lewis Hamilton Grã-Bretanha Mercedes-Mercedes 1m 10.056s 
3. Felipe Massa Brasil Williams-Mercedes 1m 10.247s 
4. Valtteri Bottas Finlândia Williams-Mercedes 1m 10.305s 
5. Jenson ButtonGrã-Bretanha McLaren-Mercedes 1m 10.930s 
6. Sebastian Vettel AlemanhaRed Bull-Renault 1m 10.938s 
7. Kevin Magnussen Dinamarca McLaren-Mercedes 1m 10.969s 
8. Fernando AlonsoEspanha Ferrari-Ferrari 1m 10.977s 
9. Daniel Ricciardo Austrália Red Bull-Renault 1m 11.075s 
10. Kimi Raikkonen Finlândia Ferrari-Ferrari 1m 11.099s 

11. Esteban Gutierrez México Sauber-Ferrari 1m 11.591s 
12. Nico Hulkenberg Alemanha Force India-Mercedes 1m 11.976s 
13. Adrian Sutil Alemanha Sauber-Ferrari 1m 12.099s 
14. Daniil Kvyat Rússia Toro Rosso-Renault Sem tempo [PUNIDO]

15. Romain Grosjean França Lotus-Renault 1m 12.037s 
16. Jean-Eric Vergne França Toro Rosso-Renault 1m 12.040s 
17. Sergio Perez México Force India-Mercedes 1m 12.076s [PUNIDO] 
18. Pastor Maldonado Venezuela Lotus-Renault 1m 12.233s 
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias