Rosberg resiste a pressão de Hamilton e vence; Massa é pódio

compartilhar
comentários
Rosberg resiste a pressão de Hamilton e vence; Massa é pódio
Por: Julianne Cerasoli
9 de nov de 2014 15:51

Mesmo com punição, brasileiro fechou o GP do Brasil no pódio; vantagem de Hamilton cai para 17 pontos

Em uma prova emocionante do começo ao fim, Nico Rosberg resistiu aos ataques de Lewis Hamilton e venceu o GP do Brasil, interrompendo a série de cinco vitórias do inglês. O brasileiro Felipe Massa foi o terceiro, em seu quinto pódio em Interlagos. Com o resultado, a vantagem de Hamilton na liderança do campeonato caiu para 17 pontos.

[publicidade] A largada foi limpa e no final da primeira volta, Rosberg mantinha a ponta, seguido de Hamilton, Massa, Bottas, Button, Magnussen, Alonso, Vettel, Ricciardo e Gutierrez. O alemão da Red Bull saiu mal da curva 4 e foi ultrapassado pelo dinamarquês e pelo espanhol.

Com um ritmo mais lento, Alonso passou a segurar as Red Bull, enquanto Massa foi o primeiro dos ponteiros a fazer sua parada, na volta 6. O brasileiro foi seguido por Bottas e Button na volta seguinte. Antes da prova, a recomendação da Pirelli era que os pilotos antecipassem ao máximo o primeiro pit stop e fizessem outros 3 stints com o pneu médio.

As voltas seguintes foram um festival de paradas, com Hamilton aproveitando para encostar em Rosberg após as provas de ambos. Enquanto isso, Massa foi punido com o stop and go de 5s por excesso de velocidade no pit lane. A punição foi cumprida na segunda parada do brasileiro.

Os pilotos que largaram com pneus médios e demoraram a parar começaram a interferir na prova. Rosberg conseguiu colocar Kvyat entre ele e Hamilton e respirou um pouco, enquanto a liderança era de Hulkenberg. O alemão foi ultrapassado por Rosberg na volta 13. Dois giros depois, foi a vez de Hamilton retornar a sua posição de antes das paradas, mas agora 2s4 atrás do líder.

Com a temperatura do asfalto superando os 50ºC, os pilotos tinham dificuldade em cuidar dos pneus e a dupla da Mercedes reclamava do comportamento do carro. Melhor para Hamilton, que abaixou a diferença para 1s2 na volta 24, ao mesmo tempo em que Vettel era o primeiro do top 10 a parar. Massa fez o segundo pit no giro seguinte, pagando sua punição. O brasileiro foi seguido por Rosberg, com Hamilton entrando na apenas na 28, após registrar a volta mais rápida e, logo depois, rodar na Curva do Sol. Com isso, o inglês perdeu terreno e voltou à pista 7s4 atrás do líder.

A segunda rodada de pit stops também foi complicada para Bottas, que ficou parado por mais tempo, aparentemente, por um problema no cinto de segurança. O finlandês perdeu posições para Button, Magnussen, Alonso e Ricciardo. Assim, Massa continuou como o virtual terceiro colocado após todas as paradas. Quem se deu bem foi Vettel que, ao antecipar a parada, superou Magnussen e Alonso.

Com problemas de freio, Ricciardo abandonou, enquanto Hamilton continuava em sua caça a Rosberg. Na volta 42, a diferença entre os líderes era de 2s9. Massa era terceiro, seguido de Button, Vettel, Magnussen, Alonso, Hulkenberg, Raikkonen e Gutierrez. Quatro giros depois, Alonso superou Magnussen após a reta oposta para ser sexto. Nesse momento, a distância entre Rosberg e Hamilton já era de menos de 2s.

O líder da prova fez sua terceira e última parada na volta 50, assim como Massa, que chegou a se confundir e parar no box da McLaren, mas mesmo com a parada lenta manteve-se na frente de Button. Hamilton fez o pit na seguinte e retornou à pista bem mais próximo, podendo usar o DRS. Usando a vantagem da asa móvel, o inglês conseguia se aproximar nos setores 1 e 3, mas perdia no segundo, mantendo a diferença em 0s5 por diversas voltas.

Mais atrás, Raikkonen se defendeu o quanto pôde dos ataques, primeiro de Button, e depois de Alonso, mesmo com pneus desgastados, tendo feito apenas duas paradas. Porém, foi ultrapassado com três voltas para o fim e terminou em sétimo.

Quem não conseguiu passar foi Hamilton, que não venceu uma corrida pela primeira vez desde o final de agosto. O inglês, contudo, precisa de apenas um segundo lugar para conquistar o título em Abu Dhabi, daqui duas semanas, independentemente do resultado de Nico Rosberg. Caso o inglês não pontue, o alemão precisa de um quinto lugar, no mínimo.

Classificação do GP do Brasil

1. Nico Rosberg Alemanha Mercedes-Mercedes 1hr 30m 02.555s 71 voltas
2. Lewis Hamilton Grã-Bretanha Mercedes-Mercedes +00m 01.4s 
3. Felipe Massa Brasil Williams-Mercedes +00m 41.0s
4. Jenson Button Grã-Bretanha McLaren-Mercedes +00m 48.6s 
5. Sebastian Vettel Alemanha Red Bull-Renault +00m 51.4s 
6. Fernando Alonso Espanha Ferrari-Ferrari +01m 01.9s 
7. Kimi Raikkonen Finlândia Ferrari-Ferrari +01m 03.9s 
8. Nico Hulkenberg Alemanha Force India-Mercedes +01m 10.0s 
9. Kevin MagnussenDinamarca McLaren-Mercedes +1 volta 
10. Valtteri BottasFinlândia Williams-Mercedes +1 volta 
11. Daniil Kvyat Rússia Toro Rosso-Renault +1 volta 
12. Pastor Maldonado Venezuela Lotus-Renault +1 volta 
13. Jean-Eric Vergne França Toro Rosso-Renault +1 volta
14. Esteban Gutierrez México Sauber-Ferrari +1 volta 
15. Sergio Perez México Force India-Mercedes +1 volta 
16. Adrian Sutil Alemanha Sauber-Ferrari +1 volta 
17. Romain Grosjean França Lotus-Renault +8 voltas 

 Abandonou: Daniel Ricciardo Australia Red Bull-Renault 39 voltas completadas
Próxima Fórmula 1 matéria
Por salvação na Fórmula 1, equipes em crise se reúnem em Interlagos

Previous article

Por salvação na Fórmula 1, equipes em crise se reúnem em Interlagos

Next article

Emocionado com torcida, Massa admite erros e comemora pódio em SP

Emocionado com torcida, Massa admite erros e comemora pódio em SP
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Julianne Cerasoli
Tipo de matéria Últimas notícias