Rosberg se 'condena' por erros e sai de Monza decepcionado com 2º lugar

Rosberg passou duas vezes reto; na última manobra errada, Hamilton passou e assumiu o primeiro lugar

Rosberg não escondeu a decepção pelos dois erros em Monza
Nico Rosberg assumiu a liderança no início do Grande Prêmio de Monza. A oportunidade de abrir ainda mais na ponta do Mundial de Pilotos da Fórmula 1, entretanto, escapou por conta dos próprios erros. O alemão passou reto duas vezes na chincane e viu o companheiro de Mercedes/rival Lewis Hamilton triunfar na Itália.
 
[publicidade] Os dois erros atormentam o alemão. Em entrevista coletiva concedida depois da corrida, Rosberg se culpou pelo resultado, que permitiu a aproximação de Hamilton na disputa pelo título – a vantagem é de apenas 22 pontos a favor de Nico.
 
“Lewis estava muito rápido e precisava elevar minha velocidade para responder, então acabei cometendo um erro, o que é muito ruim. Esses erros me custaram a liderança ao final da corrida, e obviamente saio daqui muito decepcionado”, declarou Rosberg.
 
“Monza uma das mais difíceis provas para o freio, porque mistura pouca pressão aerodinâmica e muita velocidade, as mais rápidas do ano. Não é uma desculpa, mas tive um dos maiores desafios aqui e acabei errando duas vezes na corrida”, completou o alemão.
 
Depois de todas as polêmicas na qual se envolveu com Hamilton, Rosberg recebeu uma recepção hosil no pódio neste domingo. Vaiado ao receber o troféu do segundo lugar, o alemão se mostrou, no entanto, tranquilo.
 
“Não é nada legal, mas o que posso dizer? Espero que daqui a algum tempo eles esqueçam isso, tomara, porque será demais. Eu já me desculpei, não posso fazer nada a mais do que isso. Spa ficou para trás”, concluiu Nico Rosberg, aparando qualquer desavença com Hamilton.
 
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias