Rosberg sobrevive e vence prova emocionante em Silverstone

Corrida foi marcada por quatro falhas de pneus, grandes provas de recuperação e o abandono do líder Vettel

Em uma corrida marcada por estouros espetaculares de pneu e com um final sensacional, Nico Rosberg venceu o GP da Grã-Bretanha, com Mark Webber em segundo e Fernando Alonso em terceiro. O pole Lewis Hamilton foi um dos que teve o pneu dechapado, caiu para último, mas mesmo assim chegou em quarto. Felipe Massa também teve uma grande recuperação, sofrendo uma falha em seu Pirelli e terminando e sexto. O líder do campeonato, Sebastian Vettel, liderava quando teve uma quebra de câmbio.

Hamilton pulou na ponta, enquanto Webber fez mais uma de suas tradicionais más largadas e, na primeira curva, ainda levou um chega pra lá de Raikkonen e foi parar em 14º. Rosberg também não largou bem e Vettel pulou para segundo.

Felipe Massa fez uma excelente largada e pulou de 11º para quinto nas primeiras curvas, atrás de Sutil. O brasileiro se colocou à frente de Raikkonen, com Ricciardo em sétimo, Button em oitavo, Grosjean em nono e Alonso apenas em décimo.

O espanhol iniciou sua recuperação, passando Button e Grosjean na segunda volta, mas ficou por aí. Quem também veio abrindo caminho foram Webber e Di Resta, que largou em último e, em cinco voltas, já estava em 16º.

Na sétima volta, Hamiton teve um pneu estourado de maneira semelhante ao que aconteceu com Perez nos treinos livres. Duas voltas depois, o mesmo aconteceu com Massa, fazendo com que Alonso antecipasse sua parada na volta 10. As Lotus também pararam. Na volta à pista, Alonso superou ambas as Lotus.

O líder Vettel só parou na 13ª volta e, na seguinte, Vergne sofreu o terceiro pneu estourado. Isso trouxe o Safety Car à pista, na volta 15. A paralisação durou seis voltas e as equipes pediram aos pilotos que evitassem a zebra na curva quatro, pois não sabiam se os estouros eram uma questão de pneu em si ou de cortes ocasionados por zebras. Até o pneu trocado por Vettel apresentava pequenos cortes quando o alemão fez sua primeira parada.

Na relargada, Vettel manteve a liderança, abrindo uma vantagem suficiente para que Rosberg não pudesse usar o DRS para se aproximar. Alonso não conseguia andar no mesmo ritmo de Sutil e passou a ser pressionado por Raikkonen. Completando o top 10, Grosjean, Ricciardo, Webber, Perez e Button, enquanto Hamilton vinha em prova recuperação, em 12º.

Grosjean perdeu posições para Ricciardo e Webber e, logo depois, Raikkonen fez sua parada. Isso obrigou Alonso a reagir, na volta 30. Porém, não foi o suficiente para voltar à frente do finlandês. A dupla voltou atrás de Lewis Hamilton, que brigava com Paul Di Resta. Os dois passaram o inglês e, quando Sutil fez sua segunda troca, Raikkonen assumiu a terceira colocação.

Com os pneus médios, Webber superou Alonso, enquanto Massa, que chegou a escalar até a décima colocação, perdeu rendimento e fez sua terceira parada na volta 36. Hamilton seguiu abrindo caminho, voltando à zona de pontuação na volta 39.

Na volta 41, Vettel parou seu carro no meio da pista, com problemas de câmbio, e trouxe à pista o Safety Car novamente. Alonso, Webber e Rosberg aproveitaram para parar, enquanto Raikkonen optou por ficar na pista. Na relargada, Rosberg, único que optou pelo pneu duro, liderava à frente de Raikkonen, Sutil, Ricciardo, Webber, Perez, Button, Alonso, Hamilton e Grosjean. Massa, mesmo com quatro paradas, era 11º.

Alonso logo se livrou de Button, Perez, que também teve um estouro de pneu, Ricciardo e Sutil, ocupando a quarta colocação na volta 48 e trazendo Hamilton consigo, em quinto. Massa também veio, subindo para sexto. Webber foi para cima de Raikkonen e tomou a segunda colocação, indo à caça de Rosberg.

Com duas voltas para o final, Alonso superou Raikkonen e assumiu a terceira colocação. Logo depois, foi a vez de Hamilton superar o finlandês. Mesmo pressionado por Webber, Rosberg conseguiu se manter à frente para vencer o GP da Grã-Bretanha.

Classificação final da prova:

1) Nico Rosberg (Mercedes), 52 voltas
2) Mark Webber (Red Bull), a 0.7s
3) Fernando Alonso (Ferrari), a 7.1s
4) Lewis Hamilton (Mercedes), a 7.7s
5) Kimi Raikkonen (Lotus), a 11.2s
6) Felipe Massa (Ferrari), a 14.5s
7) Adrian Sutil (Force India), a 16.3s
8) Daniel Ricciardo (Toro Rosso), a 16.5s
9) Paul di Resta (Force India), 17.9s
10) Nico Hulkenberg (Sauber), a 19.7s
11) Pastor Maldonado (Williams), a 21.1s
12) Valtteri Bottas (Williams), a 25.0s
13) Jenson Button (McLaren), a 25.9s
14) Esteban Gutierrez (Sauber), a 26.2s
15) Charles Pic (Caterham), a 31.6s
16) Jules Bianchi (Marussia), a 36.0s
17) Max Chilton (Marussia), a 67.6s
18) Giedo van der Garde (Caterham), a 67.7s
19) Romain Grosjean (Lotus), a 1 volta
20) Sergio Perez (McLaren), a 6 voltas

não completaram: Sebastian Vettel (Red Bull) e Jean Eric Vergne (Toro Rosso)

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Grã-Bretanha
Pista Silverstone
Tipo de artigo Últimas notícias