Ross Brawn vê F1 em alta após primeiro ano da Liberty

Diretor esportivo da Fórmula 1 se diz satisfeito com início do trabalho de novos donos: “estamos vendo que o campeonato está em alta”

Com muitas novidades nos bastidores e na divulgação da Fórmula 1 neste ano, a Liberty Media, nova detentora dos direitos comerciais do mundial, crê que fez um bom trabalho em seu primeiro.

Para o diretor esportivo da organização, Ross Brawn, o primeiro ano pode ser considerado um sucesso.

"Eu acho que o esporte virou uma página", disse ao Channel 4 em Abu Dhabi. "Estamos vendo que o campeonato está em alta, mais fãs estão vindo a corridas".

"Felizmente, tivemos algumas boas corridas neste ano, o que tem sido o grande fator. A corrida é sempre essencial para o que fazemos. Mas estou feliz com o ano."

No entanto, Brawn admitiu que os novos proprietários do esporte começaram a sentir algum impulso em suas tentativas de reformar a Fórmula 1.

"Eu acho que está ficando difícil agora, porque estamos começando a analisar algumas mudanças fundamentais", disse ele.

Nas últimas semanas, o esporte revelou detalhes de seus planos para mudar os regulamentos de motor para 2021 e reduzir os custos. No entanto, isso provocou queixas de alguns e a Ferrari ameaçou até mesmo deixar o esporte.

Brawn, que trabalhou na Ferrari e na Benetton na Fórmula 1, admitiu que "perdeu a vantagem da correr" e "a adrenalina" do esporte em seu papel atual.

"Mas estou muito satisfeito com o que posso ver dos nossos planos para o futuro", acrescentou.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias