Ross Brawn vê F1 em alta após primeiro ano da Liberty

compartilhar
comentários
Ross Brawn vê F1 em alta após primeiro ano da Liberty
28 de nov de 2017 19:15

Diretor esportivo da Fórmula 1 se diz satisfeito com início do trabalho de novos donos: “estamos vendo que o campeonato está em alta”

Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 W08, Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W08, Sebastian Vettel, Ferrari
HH General Sheikh Mohammed bin Zayed bin Sultan Al Nahyan, Crown Prince of Abu Dhabi and Chase Carey
Valtteri Bottas, Mercedes-Benz F1 W08 leads at the start of the race as Kevin Magnussen, Haas F1 Te
Chase Carey, Chairman, Formula One, greets Ross Brawn, Managing Director of Motorsports, FOM
Kevin Magnussen, Haas F1 Team VF-17 and Marcus Ericsson, Sauber C36 run wide at the start of the rac
Ross Brawn, Managing Director of Motorsports, FOM
The Medical car drives in to the first corner at the start

Com muitas novidades nos bastidores e na divulgação da Fórmula 1 neste ano, a Liberty Media, nova detentora dos direitos comerciais do mundial, crê que fez um bom trabalho em seu primeiro.

Para o diretor esportivo da organização, Ross Brawn, o primeiro ano pode ser considerado um sucesso.

"Eu acho que o esporte virou uma página", disse ao Channel 4 em Abu Dhabi. "Estamos vendo que o campeonato está em alta, mais fãs estão vindo a corridas".

"Felizmente, tivemos algumas boas corridas neste ano, o que tem sido o grande fator. A corrida é sempre essencial para o que fazemos. Mas estou feliz com o ano."

No entanto, Brawn admitiu que os novos proprietários do esporte começaram a sentir algum impulso em suas tentativas de reformar a Fórmula 1.

"Eu acho que está ficando difícil agora, porque estamos começando a analisar algumas mudanças fundamentais", disse ele.

Nas últimas semanas, o esporte revelou detalhes de seus planos para mudar os regulamentos de motor para 2021 e reduzir os custos. No entanto, isso provocou queixas de alguns e a Ferrari ameaçou até mesmo deixar o esporte.

Brawn, que trabalhou na Ferrari e na Benetton na Fórmula 1, admitiu que "perdeu a vantagem da correr" e "a adrenalina" do esporte em seu papel atual.

"Mas estou muito satisfeito com o que posso ver dos nossos planos para o futuro", acrescentou.

Próxima Fórmula 1 matéria
Renault: Sirotkin merece vaga na F1

Previous article

Renault: Sirotkin merece vaga na F1

Next article

Ericsson crê que tenha “negócios inacabados” na F1

Ericsson crê que tenha “negócios inacabados” na F1
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Tipo de matéria Últimas notícias