Roteirista de "Senna" animado com estreia do filme na Inglaterra

Para Manish Pandey, documentário carrega também muito da cultura britânica de automobilismo

Ayrton Senna em ação durante o GP do Brasil de 1994

O documentário “Senna”, sobre a trajetória do tricampeão mundial, fez muito sucesso entre japonêses, brasileiros e também no Festival de Sundance, quando foi agraciado com o prêmio do público. Agora, o filme busca dar outro passo importante: ser exibido no circuito comercial europeu, berço histórico da Fórmula 1.

O TotalRace conversou com exclusividade com o roteirista do documentário, Manish Pandey. Para ele, inglês de origem indiana, a expectativa é a de uma boa recepção. Principalmente na terra das equipes que Senna defendeu quando correu na F-1, a Inglaterra.

“Já lançamos o filme na Itália, um lançamento muito pequeno. A estreia foi em Bari e o público italiano é sofisticado, conhecedor de filmes. Eles gostaram muito. Mas acho que o país europeu no qual o filme terá uma recepção maior será o Reino Unido. Por uma série de motivos. O principal é que tanto eu quanto Asif (Kapadia, o diretor) crescemos na Inglaterra e, por mais que você não queira, sempre acaba levando muito de sua cultura para o seu trabalho”, reflete Pandey.

O roteirista do documentário faz uma interessante comparação de como a cultura de cada povo faz com que o longa tenha uma leitura diferente em cada país. “Quando levamos o filme para o Brasil, aquilo era desconhecido para nós. E foi muito bom ver como as pessoas reagiram positivamente, porque elas conheciam Ayrton de uma maneira que a gente não conhecia, meio metafórica, um pouco heróica, meio 'novelesca' mesmo. Mas havia uma ligação direta”, explica.

“Na Europa, temos uma percepção diferente. Reconhecemos o seu talento, mas sabemos como ele poderia ser paradoxal: ‘bandido’ algumas vezes, ‘mocinho’ em outras. Na Inglaterra, muitas jornalistas não gostavam dele, o achavam muito cruel, fazendo coisas que não eram corretas. Acho que o tom geral do filme vai cair bem na Inglaterra. Ali, na Irlanda e na Austrália também, sinto que o filme vai ter uma boa recepção. Porque também há uma conexão com a cultura britânica nesse filme”, afirmou Pandey.

A estreia do filme nos cinemas britânicos está prevista para o dia 3 de junho. Antes disso, “Senna” vai ganhar as telas do circuito comercial espanhol. As primeiras pré-estreias e exibições para convidados mereceram críticas muito positivas na mídia da terra de Fernando Alonso.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias