Rubens Barrichello: "Tivemos ideia do que pode ser 2011"

compartilhar
comentários
Rubens Barrichello:
Por: Felipe Motta
25 de mar de 2011 04:49

Andando no "top 10" durante todo o dia em Melbourne, brasileiro destaca uso do Kers e a degradação baixa dos pneus

Barrichello: satisfeito com o trabalho nesta sexta-feira

O primeiro dia de treinos para o GP da Austrália de F-1 foi de "lua-de-mel" com o Kers, nas palavras de Rubens Barrichello. O brasileiro da equipe Williams afirmou que esta foi a segunda vez na qual usou o dispositivo no FW33 e na vida, uma vez que, em 2009, a Brawn GP (hoje Mercedes), não usou o sistema.



"Tive minha lua-de-mel com o Kers. Foi a segunda vez que usei e voltei a apertar todos os botões do volante. De certa forma, foi um dia tranquilo", diz o piloto de 38 anos, em entrevista acompanhada pelo TotalRace em Melbourne.

Segundo Barrichello, o dia deu um pequeno panorama do que pode ser a temporada 2011, mas o bom rendimento da McLaren, que fez dobradinha na segunda sessão, levanta algumas suspeitas do brasileiro.

"Hoje a gente teve mais uma ideia do que pode ser o campeonato. Temos a certeza de que a Red Bull será muito competitiva. A surpresa foi a McLaren, que apareceu com certa força maior que a dos testes, mas ainda é cedo para falar, pois, se tiverem pouca gasolina, eles ficam no bolo", analisa.

"Vamos fazer o cálculo hoje à noite. No caso dos pneus, não dá para ter uma análise forte, pois demos, no máximo, dez voltas com cada um dos jogos. Afinal, são muitos e não dá para avaliar todos", continua Rubens, que aposta em uma corrida com três paradas, uma vez que os pneus médios e duros não sofreram tanto no circuito Albert Park.

"A degradação não foi ruim. O máximo que dei foram 12 voltas seguidas e, de certo modo, foi tranquilo. Essa pista é mais suave para os pneus que Barcelona. De certa forma, vamos sofrer menos com os pneus aqui, mas, mesmo assim, acredito em uma corrida para três paradas."

Próxima Fórmula 1 matéria
Webber: nem Senna tirava a mão do volante toda hora

Previous article

Webber: nem Senna tirava a mão do volante toda hora

Next article

Jenson Button: "Felipe Massa é o piloto mais difícil de ultrapassar"

Jenson Button: "Felipe Massa é o piloto mais difícil de ultrapassar"
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Austrália
Pilotos Rubens Barrichello
Autor Felipe Motta
Tipo de matéria Últimas notícias