Rubinho sobre Williams: “Eles poderiam ter o dobro de pontos”

Para Barrichello, inexperiência de Pastor Maldonado e Bruno Senna faz com que resultados obtidos fiquem aquém das possibilidades

O piloto da F-Indy e ex-Williams Rubens Barrichello acredita que o atual carro da equipe que defendeu nas últimas de suas 19 temporadas na F-1 tem potencial para estar mais à frente do que a atual oitava colocação no Mundial de Construtores, com pouco mais da metade dos pontos da Sauber. O brasileiro opinou, ainda que evitasse polemizar, sobre o que imaginava poder conquistar com o FW34. "Esse pensamento nem tem que existir. Não estou guiando o carro e não tenho que ficar pensando o que seria e o que deixaria de ser", disse em entrevista ao repórter da Rádio Jovem Pan e colunista do TotalRace, Felipe Motta.

"A verdade é que o carro se mostrou competitivo e eles (Pastor Maldonado e Bruno Senna) fizeram um grande trabalho com isso e mandaram o carro lá para frente. A pena é que eu acredito que eles poderiam ter, pelo menos, o dobro dos pontos que têm até agora, e isso se deve à inexperiência dos pilotos, que são rápidos, mas não souberam aproveitar completamente o equipamento que estavam nas mãos", completou.

Fazendo um apanhado geral do campeonato, Rubinho, que competiu por 19 temporadas na Fórmula 1, acredita que o título deverá ficar com Fernando Alonso, mesmo com Hamilton e Vettel crescendo na parte final.

"Ainda é um campeonato para se respirar, que ainda deve dar alguma emoção a mais, pois as provas têm sido emocionantes, mas acredito que, se a Ferrari continuar evoluindo, acabando entre as três primeiras na maioria das vezes, o Alonso irá levar o campeonato", finalizou o piloto de 40 anos, que correrá as últimas 3 etapas da Stock Car neste ano.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Rubens Barrichello
Tipo de artigo Últimas notícias