"Safety Car quebrou nossas pernas", diz Vettel

Alemão da Red Bull não achou necessária a neutralização da prova naquele momento: "Não havia perigo na pista"

Vettel volta aos boxes de Valência após abandonar a corrida

Para a equipe Red Bull, a maior frustração da corrida de ontem não foi o abandono de Sebastian Vettel com um problema eletrônico quando liderava a prova, mas a entrada do Safety Car que neutralizou a corrida na 29ª volta. O TotalRace ouviu o alemão após a prova.

“Aquilo quebrou as nossas pernas. Não havia exatamente um perigo na pista, haviam outros detritos no asfalto antes e a prova estava seguindo normalmente. Acho que poderiam ter abrido mão do Safety Car, parece que ele veio para juntar todo mundo. Mas não é uma decisão nossa. Ainda não sabemos direito o que aconteceu com o carro. Sem o problema, acho que mesmo após o Safety Car daria para abrir uma vantagem novamente e seguir na frente até o final”, afirmou.

A Renault ainda investiga as causas exatas do problema eletrônico que causou o abandono do alemão. O consultor da Red Bull, Helmut Marko, concordou com Vettel ao afirmar ter sido desnecessária a entrada do Safety Car, assumindo a responsabilidade pelos problemas sofridos no carro depois dela.

“Não acho que a neutralização tenha sido necessária. Ainda vamos investigar o que houve, mas o fato de ter acontecido o mesmo com Grosjean no mesmo momento da prova não exclui a possibilidade de ter sido um problema de superaquecimento e, claro, cabe a nós trabalhar para uma unidade que não sofra isso quando houver um Safety Car”.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Europa
Pilotos Sebastian Vettel
Tipo de artigo Últimas notícias