Saída de Barrichello da Globo tem indisposição com Galvão e diretoria

Gota d'água para término de contrato antes do fim da temporada teria sido participação em canal de vídeos

A Rede Globo confirmou nesta quarta-feira que o contrato de Rubens Barrichello não será renovado para a participação nas transmissões da Fórmula 1. De acordo com a emissora, o acordo “se concluiu”. Porém, o TotalRace apurou que a relação entre Barrichello e diretores globais, além do próprio narrador Galvão Bueno, se deteriorou nos últimos meses, causando a saída.

[publicidade] O episódio mais marcante aconteceu no GP de Mônaco, quando Barrichello se irritou após ter um problema técnico, que chegou a ser citado por Galvão Bueno durante a transmissão. “Tivemos um problema, mas o Rubinho é um atleta e já correu para pegar outro equipamento e desceu de volta para o grid.” Barrichello chegou a tempo de entrevistar Alain Prost e logo teve de sair junto dos demais jornalistas.

LEIA MAIS SOBRE FÓRMULA 1:
-  - 


Devido ao pouco espaço, o paddock de Mônaco é um dos mais complicados do campeonato e as distâncias são maiores que o normal. Tendo de trocar o microfone de última hora, Barrichello teve de correr de volta à cabine de transmissão e retornar ao grid. Infeliz com a situação, o ex-piloto de Fórmula 1 enviou um e-mail a Alfredo Bokel, editor executivo de esportes a motor da emissora, que respondeu copiando os demais integrantes da equipe, incluindo Galvão Bueno, que teria respondido de maneira ríspida.

A gota d´água para a saída de Barrichello teria sido sua participação no canal de vídeos Acelerados, sem a autorização da emissora.

O último GP do qual Barrichello participou na Globo foi o de Cingapura, em que entrou ao vivo do grid de largada e comentou a corrida normalmente.

O tipo de atuação do ex-piloto de Fórmula 1 na transmissão contraria o anúncio oficial da emissora de que sua saída ocorreu por “término de contrato”. A primeira participação de Rubens após a aposentadoria foi fazendo entrevistas no grid do GP do Brasil de 2012. Barrichello se deu bem na função e foi contratado para a próxima temporada, sempre atuando em corridas nas quais o horário favorecia e a Globo iniciava sua transmissão antes da largada.

Assim, nas etapas de Brasil, mais importante do ano para a emissora, que monta um esquema todo especial de transmissão, e de Abu Dhabi, cuja largada é às 11h da manhã e deve decidir o título, acredita-se que Rubens seria escalado.

Na tarde desta quinta-feira, a Globo entrou em contato com o site TotalRace para reiterar que o fim do acordo com Barrichello ocorreu de forma amigável.

"Não houve nem há qualquer problema de relacionamento entre a Globo e o piloto Rubens Barrichello. Ao contrário, a relação entre os profissionais – executivos ou de transmissão – da emissora e Rubinho sempre foi ótima e de muito respeito. Como já informamos anteriormente em nota, o contrato foi concluído de forma amigável com o fim das participações previstas", declarou a assessoria de comunicação da emissora.
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias