Saída de Barrichello da Globo tem indisposição com Galvão e diretoria

compartilhar
comentários
Saída de Barrichello da Globo tem indisposição com Galvão e diretoria
Por: Redação TotalRace
23 de out de 2014 09:01

Gota d'água para término de contrato antes do fim da temporada teria sido participação em canal de vídeos

A Rede Globo confirmou nesta quarta-feira que o contrato de Rubens Barrichello não será renovado para a participação nas transmissões da Fórmula 1. De acordo com a emissora, o acordo “se concluiu”. Porém, o TotalRace apurou que a relação entre Barrichello e diretores globais, além do próprio narrador Galvão Bueno, se deteriorou nos últimos meses, causando a saída.

[publicidade] O episódio mais marcante aconteceu no GP de Mônaco, quando Barrichello se irritou após ter um problema técnico, que chegou a ser citado por Galvão Bueno durante a transmissão. “Tivemos um problema, mas o Rubinho é um atleta e já correu para pegar outro equipamento e desceu de volta para o grid.” Barrichello chegou a tempo de entrevistar Alain Prost e logo teve de sair junto dos demais jornalistas.

LEIA MAIS SOBRE FÓRMULA 1:
-  - 


Devido ao pouco espaço, o paddock de Mônaco é um dos mais complicados do campeonato e as distâncias são maiores que o normal. Tendo de trocar o microfone de última hora, Barrichello teve de correr de volta à cabine de transmissão e retornar ao grid. Infeliz com a situação, o ex-piloto de Fórmula 1 enviou um e-mail a Alfredo Bokel, editor executivo de esportes a motor da emissora, que respondeu copiando os demais integrantes da equipe, incluindo Galvão Bueno, que teria respondido de maneira ríspida.

A gota d´água para a saída de Barrichello teria sido sua participação no canal de vídeos Acelerados, sem a autorização da emissora.

O último GP do qual Barrichello participou na Globo foi o de Cingapura, em que entrou ao vivo do grid de largada e comentou a corrida normalmente.

O tipo de atuação do ex-piloto de Fórmula 1 na transmissão contraria o anúncio oficial da emissora de que sua saída ocorreu por “término de contrato”. A primeira participação de Rubens após a aposentadoria foi fazendo entrevistas no grid do GP do Brasil de 2012. Barrichello se deu bem na função e foi contratado para a próxima temporada, sempre atuando em corridas nas quais o horário favorecia e a Globo iniciava sua transmissão antes da largada.

Assim, nas etapas de Brasil, mais importante do ano para a emissora, que monta um esquema todo especial de transmissão, e de Abu Dhabi, cuja largada é às 11h da manhã e deve decidir o título, acredita-se que Rubens seria escalado.

Na tarde desta quinta-feira, a Globo entrou em contato com o site TotalRace para reiterar que o fim do acordo com Barrichello ocorreu de forma amigável.

"Não houve nem há qualquer problema de relacionamento entre a Globo e o piloto Rubens Barrichello. Ao contrário, a relação entre os profissionais – executivos ou de transmissão – da emissora e Rubinho sempre foi ótima e de muito respeito. Como já informamos anteriormente em nota, o contrato foi concluído de forma amigável com o fim das participações previstas", declarou a assessoria de comunicação da emissora.
Próxima Fórmula 1 matéria
Crise sem fim: novos donos desistem de compra da Caterham

Previous article

Crise sem fim: novos donos desistem de compra da Caterham

Next article

Ricciardo correrá com capacete bizarro no último GP do ano

Ricciardo correrá com capacete bizarro no último GP do ano
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Redação TotalRace
Tipo de matéria Últimas notícias