Sainz: "Confio totalmente no que a Red Bull tem para mim"

compartilhar
comentários
Sainz:
Jonathan Noble
Por: Jonathan Noble
Traduzido por: Daniel Betting
31 de ago de 2017 19:06

Piloto espanhol disse saber que equipe encontrará melhor caminho para ele

Daniil Kvyat, Scuderia Toro Rosso STR12
Carlos Sainz Jr., Scuderia Toro Rosso STR12
Carlos Sainz Jr., Scuderia Toro Rosso
Carlos Sainz Jr., Scuderia Toro Rosso STR12, Felipe Massa, Williams FW40, Marcus Ericsson, Sauber C36, the remainder at the start
Carlos Sainz Jr., Scuderia Toro Rosso STR12
Carlos Sainz Jr., Scuderia Toro Rosso, on the drivers parade
Carlos Sainz Jr., Scuderia Toro Rosso
Carlos Sainz Jr., Scuderia Toro Rosso STR12

O piloto de Madrid, que em Spa marcou o seu 100º ponto com o Toro Rosso, deixa claro que a equipe não deverá levar atualizações para o GP de Monza, além da configuração de baixa pressão aerodinâmica para o rápido circuito italiano.

"Teremos uma configuração de baixa carga neste fim de semana e vamos tentar algumas pequenas coisas para futuras corridas, mas nada de grande relevância", disse ele durante a coletiva de imprensa da FIA nesta quinta-feira.

"Estatisticamente é muito agradável, são dados que não conhecia. Podemos dizer que está sendo um ano muito bem sucedido. Estamos espremendo muito e o resultado é que, sempre que terminamos, estamos na zona de pontuação. A equipe está muito orgulhosa disso e espero continuar assim".

Em seu futuro, Sainz aprendeu uma boa lição após o mal entendido com seus chefes da Red Bull durante o GP austríaco e os rumores em torno da Toro Rosso e seu piloto para 2018.

"Uma coisa que eu aprendi este ano é que comentar os rumores não é o melhor em uma coletiva de imprensa. Além disso, acredito que fui muito claro depois da Áustria sobre o que eu quero para o meu futuro. Confio plenamente na Red Bull e no que eles têm para mim. Sei que eles vão conseguir o mais apropriado para minha carreira".

Na luta pelo quinto lugar no Campeonato Mundial de Construtores, com a Toro Rosso cinco pontos atrás da Williams no sexto lugar, ele acrescentou: "É uma situação interessante, com uma batalha muito apertada durante todo o ano. Desta vez, os Williams estão à frente, às vezes sofrem, e a Renault e a McLaren estão evoluindo muito. Faremos o nosso melhor para ficar entre os 5 e 6, mas será difícil".

Jogo de vácuo

Perguntado se o jogo de vácuo, que a McLaren e Ferrari usaram recentemente na classificação, para que um dos seus pilotos se aproveite da velocidade extra indo atrás de seu colega de equipe, Sainz deixou claro que isso pode fazer você parecer um "idiota" se você não fizer perfeitamente.

"É algo que pode se voltar contra você, às vezes, se você não o faz perfeitamente. Penso que na McLaren eles tiveram uma situação muito especial porque um dos pilotos recebeu uma grande penalidade e começaria o último sim ou sim".

"Para os outros, você pode ser tanto um herói como um idiota se não fizer isso adequadamente. Por isso é muito, muito complicado de acertar".

Próxima Fórmula 1 matéria
Vettel “separa” Pérez e Ocon

Previous article

Vettel “separa” Pérez e Ocon

Next article

Alonso nega que tenha dado ultimato à McLaren

Alonso nega que tenha dado ultimato à McLaren
Load comments