Sainz diz não se preocupar com duelo contra Hulkenberg

Piloto espanhol deixa claro que a influência de Hulkenberg no desenvolvimento do carro e sua ausência nessas tarefas após sua chegada no final de 2017 condicionaram seu início à temporada

Carlos Sainz ainda não conseguiu superar Nico Hulkenberg na classificação nesta temporada da Fórmula 1, mas o espanhol está confiante e acredita que a diferença entre os dois é reduzida.

Neste fim de semana, o espanhol vai correr em casa no GP da Espanha, no Circuito da Catalunha e espera uma batalha "vibrante" no pelotão intermediário do grid, depois de conquistar em Baku o melhor resultado para Renault desde 2016.

"Foi um bom começo de temporada, mas obviamente o resultado de Baku foi especial. A partir de agora temos que continuar empurrando, melhorando o carro, aprendendo e esperando mais resultados como o de Baku. Temos que ser o quarto time, mas parece que a Force India está se recuperando", disse Sainz na entrevista coletiva da FIA desta quinta-feira.

"Ainda não estou 100% no carro, ainda tenho que adaptar o carro ao meu estilo, estou trabalhando duro e, pouco a pouco, espero alcançar esse nível".

Perguntado se sente pressão para ficar nove pontos atrás de seu companheiro de equipe no campeonato, Sainz responde: "Não, de jeito nenhum. Se eu não confiar no carro, se não estiver bem no carro na classificação, sempre serei um pouco mais lento. Assim que encontrar o equilíbrio e adaptá-lo a mim, os resultados virão sozinhos. É por isso que não me preocupo”.

"Creio que é uma combinação de que o carro está mais adaptado ao Nico e não ter participado do desenvolvimento, mas estou confiante de que isso vai mudar muito em breve. São margens muito curtas e as diferenças são muito pequenas. Eu sei o que preciso do carro e acho que posso tirá-lo logo".

O piloto da Renault reconhece que sonha todos os dias com a vitória na Fórmula 1 e trabalha por isso.

"Ganhar dentro de quatro dias soa bem para mim. É algo que eu realmente queria. Ganhar em casa tem que ser muito especial e é para isso que estou trabalhando. Cada vez que eu treino, eu vou para a cama, eu tenho um sonho: vencer uma corrida de F1 e ganhar o campeonato. Quem sabe em 10 anos isso mude e o sonho passe a ser Le Mans, embora eu duvide que aconteça agora".

Embora Sainz não tenha conseguido ultrapassar Hulkenberg e marche atrás do alemão no Mundial, a Renault já mostrou um claro interesse em renovar com o espanhol e estender seu relacionamento para além de 2018.

"Talvez isso queira dizer que não é tão ruim quanto parece. Isso significa que eu estou trabalhando muito duro. Meus chefes na F1 apreciam o trabalho que estou fazendo, também em Enstone, estou muito perto e sempre que eu posso estou lá. Por isso estou calmo e confiante. Espero poder devolver para a equipe essa confiança com atuações como a de Baku", diz.

Guia do circuito de Barcelona

 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Espanha
Pista Circuit de Barcelona-Catalunya
Pilotos Carlos Sainz Jr.
Equipes Renault F1 Team
Tipo de artigo Últimas notícias