Sainz e Ericsson dão versões distintas de incidente em SC

compartilhar
comentários
Sainz e Ericsson dão versões distintas de incidente em SC
Edd Straw
Por: Edd Straw
Co-autor: Scott Mitchell
26 de jul de 2018 19:45

Espanhol diz que sueco o deixou passar deliberadamente. Piloto da Sauber diz que Sainz se aproveitou de pneus intermediários

Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18, leads Brendon Hartley, Toro Rosso STR13
Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team walks the track
Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18
Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18, leads Charles Leclerc, Sauber C37
Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18
Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18
Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18
Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team walks the track

Carlos Sainz explicou a situação estranha que o levou a perder o seu top-10 no GP da Alemanha do último fim de semana por ultrapassar Marcus Ericsson durante um Safety Car.

O piloto da Renault terminou em 10º na pista no GP da Alemanha, mas teve uma penalidade de dez segundos aplicada após a bandeira quadriculada que o rebaixou a 12º atrás de Brendon Hartley e Kevin Magnussen.

Sainz passou a Sauber de Marcus Ericsson indo para a curva 6 na 56ª volta da corrida durante o Safety Car após o acidente de Sebastian Vettel, levando a uma penalidade.

"Foi um incidente muito particular e uma situação muito estranha", disse Sainz quando perguntado pelo Motorsport.com sobre o incidente.

"Logo após o meu pitstop no qual mudei para os intermediários, tomei uma volta e assim que o SC nos avisou para voltarmos para a volta do líder, eu estava um pouco sem saber o que estava acontecendo, quem estava uma volta atrás e quem não estava.”

"Eu vi praticamente a maioria dos carros indo muito devagar. Então eu decidi dar o máximo para voltar ao grid na parte de trás o mais rápido possível. Acho que alguns pilotos receberam o aviso um pouco depois de mim, eles não estavam sendo rápidos – particularmente a Sauber (de Ericsson).”

"Eu pensei que ele tinha um problema e não poderia chegar ao pelotão, então decidi passa-lo como decisão pessoal. Disseram-me para dar a posição de volta para ele, eu dei a posição de volta para ele, mas eu não sei se intencionalmente ou não ele freou novamente e ele me deixou passar novamente."

Ericsson, que ainda estava em slicks, insiste que ele estava indo o mais forte que podia e não entendeu por que Sainz o superou.

"Eu estava acelerando o que podia e não sabia o que ele estava fazendo. Foi muito estranho", disse Ericsson, quando perguntado pelo Motorsport.com sobre a ultrapassagem de Sainz.

"Em torno da curva 2 e da 6, estava um pouco úmido. Então, eu não estava 110% no curva 2, já que não acho que alguém de slicks estava andando assim.”

"Mas na reta eu estava acelerando e ele me passou na curva 6."

Sainz foi um dos 12 carros que recebeu instruções para ultrapassar o Safety Car para recuperar a volta em Hockenheim. Ele sugeriu que seria mais simples que os pilotos apenas fossem para o fim da fila para recuperar a volta.

"Quero saber se não é simplesmente mais fácil ficar na parte de trás da fila e recuperar a volta, em vez de ter que fazer uma volta completa atrás do SC", disse Sainz.

"Talvez seja mais fácil ir até o final da fila e recuperar a volta que você acabou de perder."

Próxima Fórmula 1 matéria
Chefe da Haas espera volta de Pietro para retomar conversas

Previous article

Chefe da Haas espera volta de Pietro para retomar conversas

Next article

Alonso diz que 70% do trabalho da McLaren está em 2019

Alonso diz que 70% do trabalho da McLaren está em 2019
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Carlos Sainz Jr. Shop Now
Equipes Renault F1 Team
Autor Edd Straw
Tipo de matéria Últimas notícias