Sainz: "Estamos mais perto de onde queremos estar"

compartilhar
comentários
Sainz:
Por:
27 de jul de 2018 21:56

Piloto espanhol comemora o bom desempenho da Renault na sexta-feira e vê possibilidade de estar de volta aos pontos

Carlos Sainz foi nono na primeira sessão de treinos livres do GP da Hungria e oitavo na segunda sessão em Hungaroring. O jovem piloto revelou que se sentiu confortável apesar das condições difíceis e acredita que a Renault volta ao nível que perdeu nas últimas corridas.

"Foi um dia positivo em geral, assim eu resumiria. Diria que parece que voltamos às corridas anteriores", disse Sainz.

O piloto de Madri adverte de complicações envolvendo o traçado, especialmente se as temperaturas subirem como ocorreu no primeiro treino antes que as nuvens aparecessem e diminuíssem a temperatura na segunda rodada.

"O circuito é crítico com calor, tem sido um grande desafio com o calor e tentando encontrar o equilíbrio do carro, mas o cronômetro não mente e mostra que estamos um pouco mais perto de onde queremos estar".

"É difícil colocar tudo isso junto em uma volta, encontrar o equilíbrio. Mas eu acho que todo mundo estava sofrendo".

Leia também:

Sainz declarou que a pista muda por setores e que este será um desafio extra no sábado: "Estamos tentando entender como o equilíbrio do carro muda ao longo da volta. O equilíbrio na curva 1 não tem nada a ver com o da curva 9 ou 12, por exemplo, então temos que entender o que está acontecendo, e isso tornará o sábado ainda mais difícil".

"Todas as equipes vão sofrer para conseguir uma boa volta na qualificação no primeiro e terceiro setores, e na corrida vamos sofrer com as bolhas".

Apesar do bom começo em Hungaroring e sentimentos positivos, não há nada claro para o resto do fim de semana, e Sainz adverte que as coisas podem variar.

"Parece que estamos um pouco melhor. O circuito, a temperatura... tudo pode mudar, mas acho que o time está indo um pouco melhor do que tem sido nas corridas recentes e, junto com Hockenheim, nessas duas corridas parece que estamos melhor" .

Perguntado se um bom desempenho como nesta sexta-feira o ajuda a permanecer na Renault, ele minimizou o que aconteceu.

"São treinos livres, eu não acho que merece uma análise mais aprofundada, não dependo disso para continuar na Renault."

Sobre a chuva, ele disse que estava mais animado quando não tinha o quarto ou quinto melhor carro. E, finalmente, falar do que espera no sábado, concluiu: "Q3 é o objetivo, sétimo e oitavo é melhor que nono e décimo. Mas os Haas levam a atualização do motor Ferrari e mais downforce do que nós.”

Next article
Williams considera uso de câmbio da Mercedes em 2019

Previous article

Williams considera uso de câmbio da Mercedes em 2019

Next article

Vettel lidera último treino livre para o GP da Hungria

Vettel lidera último treino livre para o GP da Hungria
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Hungria
Pilotos Carlos Sainz Jr. Shop Now
Equipes Renault F1 Team
Autor Redacción