Sainz: “Mônaco é um bom lugar para virar a mesa"

compartilhar
comentários
Sainz: “Mônaco é um bom lugar para virar a mesa
Por: Redacción
Traduzido por: Daniel Betting
26 de mai de 2018 15:46

Piloto da Renault conseguiu entrar no top 10 depois de alguns problemas no Q3 e superou seu companheiro de equipe pela segunda vez nesta temporada

Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18
Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18., leads Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14
Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18
Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18
Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18
Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18
Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18
Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18
Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18

Carlos Sainz havia superado seu companheiro de equipe, Nico Hulkenberg, no primeiro e terceiro treinos livres deste fim de semana em Mônaco. Mas tudo estava no ar antes da classificação deste sábado e o Q1 não deu boas sensações, com os dois passando por pouco mais de dois décimos.

No Q2, e depois de fazer várias alterações em seu carro, Sainz baixou em sete décimos sua marca anterior para passar para o Q3 como nono, superando em mais de um décimo o tempo de seu companheiro, que largará em 12º no domingo.

Na última rodada da classificação, o espanhol acabou em oitavo, batendo a Force India de Sergio Pérez e a Toro Rosso de Pierre Gasly em apenas alguns milésimos.

"É um bm circuito para fazer uma classificação tão boa como a que fizemos hoje. A Force India e a McLaren melhoraram muito para a classificação e nos obrigaram a colocar nossas baterias. No Q1 vimos que, se continuássemos assim, não passaríamos ao Q2 e eu tive que fazer algumas mudanças na configuração da asa dianteira e algumas coisas que nos ajudaram no Q1 e em seguida no Q2 e Q3 a nos aproximarmos do top 10 ", admitiu Sainz aos microfones da Movistar + F1.

"No final, foi uma boa volta em ambas as sessões, sendo difícil aquecer os pneus ainda, mas estou muito feliz. [A volta no Q3] foi muito boa, nos aproximando da Force India e da McLaren, o que pareciam estar bastante à frente no Q2".

Sainz deixa claro que derrotar seu companheiro de equipe pela segunda vez neste ano, foi importante para ele e mais em Mônaco.

"Mônaco é um bom lugar para dar essa virada de mesa, mas pensando em amanhã, o que não é feito aqui", acrescentou, antes de responder à pergunta sobre o que significou para ele bater Hulkenberg depois que o alemão usou atualizações na quinta-feira.

"Sim, é por isso que eu digo que é um bom circuito para provar isso. Mônaco é muito especial. Eu sabia que era uma questão de tempo agora e continuar a melhorar, continuar a melhorar o carro e minhas sensações no carro e que estamos fazendo um bom trabalho, mas ainda há mais por vir".

Da corrida deste domingo, o madrilenho da Renault espera por uma estratégia complexa e considera que haverá 78 voltas "divertidas" de se ver.

"Na largada, eu imagino que vamos com calma, mas muitas coisas podem acontecer aqui. Uma parada não é fácil, solavancos, cortes... com o supermacio ou ultramacio, haverá gente fazendo de tudo, assim, temos que esperar e ver o que fazemos, vai ser uma corrida mais divertida do que no ano passado", concluiu.

Veja as soluções técnicas mais loucas para o GP de Mônaco

 

Próxima Fórmula 1 matéria
Ricciardo sobre Verstappen: Há pouco espaço para erros

Previous article

Ricciardo sobre Verstappen: Há pouco espaço para erros

Next article

Horner: Verstappen precisa parar de cometer erros

Horner: Verstappen precisa parar de cometer erros

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP de Mônaco
Localização Monte Carlo circuito de rua
Pilotos Carlos Sainz Jr. Shop Now
Equipes Renault F1 Team
Autor Redacción
Tipo de matéria Reactions