Sainz teme largadas: “temos uma centena de modos no carro”

Piloto diz que não sabe de detalhes sobre proibições, mas acredita que medida seja positiva para o campeonato

O espanhol Carlos Sainz Jr, estreante nesta temporada da Fórmula 1, vê com bons olhos a decisão do Grupo de Estratégia da Fórmula 1 de proibir os auxílios externos dos engenheiros aos pilotos nas largadas. Para ele, a medida poderá deixar a categoria mais emocionante, dependendo mais da habilidade de cada piloto.

"Eu não sei de nenhum detalhe sobre o que eles querem proibir, mas se eles querem que o piloto desempenhe um papel maior quando as luzes se apagam em termos de gestão de mapas de torque e coisas assim, então acho que é uma coisa positiva", comentou.

"Se cada vez mais o piloto puder fazer a diferença com os seus sentimentos e as suas decisões, isso é mais que bem-vindo."

No entanto, Sainz admite que a complexidade dos procedimentos de largada tenham de sofrer alterações antes de os pilotos assumirem o controle completo.

"Nós temos que tornar as coisas um pouco mais simples", disse ele.

"No momento temos muitos parâmetros no carro. É muito difícil para o piloto escolher um entre uma centena de modos para fazer a melhor largada."

"Mas vamos ver. Primeiro precisamos ter detalhes da FIA para ver o que eles querem proibir."

O Grupo de Estratégia também concordou em outras mudanças para 2016, incluindo ajustes para os sistemas de exaustão da F1 para melhorar o ruído dos motores. Outras ideia é dar às equipes uma maior liberdade de compostos de pneus ao longo dos finais de semana de corrida.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Carlos Sainz Jr.
Equipes Toro Rosso
Tipo de artigo Últimas notícias